07 Oct 2018

O casamento é a oportunidade de potencializar o amor

O casamento é a oportunidade de a natureza humana potencializar-se na capacidade de entregar-se e amar

“Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e os dois serão uma só carne. Assim, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe!” (Marcos 10,7-8).

A Palavra de Deus, que vem ao nosso encontro hoje, revela-nos a grandeza do sacramento do matrimônio, a grandeza do homem com a mulher. É um mistério divino e sagrado, que, depois, o próprio Paulo vai comparar com a união de Cristo com a Igreja. É um amor que exige entrega e renúncia, para que a graça de Deus transforme a natureza individualista e egoísta que temos, em uma natureza de doação, de entrega e reciprocidade.

O casamento, a união sacramental do homem e da mulher, é o lugar da cura, é o lugar do homem e da mulher encontrarem a sua natureza redimida.

Na Primeira Leitura de hoje, escutamos Deus dizendo: “Não é bom que o homem esteja só”. Não é bom que nenhum de nós esteja sozinho; precisamos sempre nos encontrar no outro, porque a primeira dimensão da existência é a existência comunitária, estar e ser para o outro.

Aquele que é chamado para o sacramento do matrimônio é chamado para encontrar a realização da vida na entrega e na doação, encontrar no outro a própria realização. O casamento não é sacramento para as pessoas se anularem, pelo contrário, é a oportunidade da natureza humana se potencializar com a capacidade de se entregar, de amar, refletir e estar junto.

O casamento só existe para quem morre para si mesmo. O que é morrer para si mesmo? É não seguir a natureza humana desenfreada que tende para o egoísmo, para o individualismo, para a soberba e o orgulho. É combater essa natureza e deixar que a natureza da graça esteja acontecendo no coração humano. Que natureza da graça é esta? É a natureza divina, é aquilo que vem de Deus. E o que é Deus? Ele é amor.

No casamento, a vivência divina acontece de forma muito plena. Quando um casal está vivenciando o amor, Deus ali está. Quando um casal está sendo capaz de um renunciar pelo outro, o amor está vencendo. Infelizmente, o egoísmo tem destruído a relação a dois, e a natureza não se torna uma só carne quando o egoísmo está no meio. Mas quando o amor de Deus está reinando, o egoísmo é derrotado.

Que Deus, hoje, conceda a cada homem e mulher a serenidade de refletir a beleza da união a dois, mas não é possível refletir, meditar e contemplar a beleza da união matrimonial quando deixamos prevalecer para além do amor que os uniu, as desavenças, as discórdias, os ressentimentos e as mágoas. É preciso deixar que o amor cure e vença aquilo de negativo que aconteceu na vida a dois, é preciso deixar que o amor seja sempre mais forte do que qualquer sentimento negativo que possa ocorrer na vida a dois.

Que Deus esteja presente na vida de cada casal, na vida de cada jovem, de cada homem e mulher que acreditam na força do amor.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

0%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.