14 Apr 2024

Sejamos testemunhas do Cristo Ressuscitado

“O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, e no seu nome serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. Vós sereis testemunhas de tudo isso” (Lc 24,46b-48).

Amados irmãos e irmãs, aquilo que nós temos percebido, neste itinerário pascal, nós ouvimos do Senhor que Ele é Aquele que nos dá segurança, é Ele quem nos dá, por meio da Sua Palavra e Eucaristia, a força para continuarmos, e é Ele quem nos diz: “Não tenhais medo!”. 

Na liturgia de hoje, o Evangelho nos fala que, após viver tudo isso, somos convidados pelo Cristo a sermos testemunhas. É diferente alguém que escuta falar de Jesus, que vê tudo aquilo que Ele realizou, de quem O experimenta, porque, meus irmãos, a Palavra está dizendo: o Cristo sofrerá, mas ressuscitará dos mortos. E após a Ressurreição de Jesus, existe um mandado do próprio Cristo para todos os batizados, para todos os cristãos, para todos que aderem ao Cristo em suas vidas. E o que é, padre? Ser testemunha da Sua Ressurreição.

Ele nos pede agora: “Vocês serão as minhas testemunhas”

Agora, meu irmão, minha irmã, nós não podemos gerar no nosso coração o comodismo, o desânimo. Nós não podemos gerar no nosso coração, a tibieza. Porque quem vive desta forma não tem a predisposição ou a disposição de anunciar, de testemunhar Jesus na vida de tantas pessoas. 

Por isso eu disse: “Quem escuta, quem ouve falar de Jesus, é diferente de quem O experimenta”, porque podemos escutar, mas aquilo não causar nada em nós, mas quando escutamos e fazemos a experiência, gera em nós vida, e o que Cristo quer que nós façamos após a Sua Ressurreição, após Ele aparecer por muitas vezes aos discípulos? O que Jesus fala ao subir aos céus? Ele nos pede agora: “Vocês serão as minhas testemunhas”

E quantos de nós, meus irmãos, podemos ser, na vida do outro, essa testemunha de ressurreição! Nós não sabemos sobre aquelas pessoas que estão ao nosso lado. O que elas estão vivendo? O que elas estão passando? Talvez, estejam passando por uma adversidade, uma enfermidade, podem estar passando por uma depressão, um processo de ansiedade. 

Mas quando nós testemunhamos a vida nova que Cristo vem nos trazer, a nossa vida, que foi impactada pela Palavra de Deus e pela Ressurreição de Cristo, pode também ser sinal de ressurreição àqueles que se encontram mortos por causa do pecado, por causa das enfermidades. E porque nós não podemos ser, então, meus irmãos, essas testemunhas? Jesus está nos pedindo: “Vá!  Anuncie que eu ressuscitei, que eu estou vivo no meio de vós”. Se nós tivermos essa certeza, meu irmão, minha irmã, aqueles que estão ao nosso lado terão as suas vidas transformadas.

Qual é o objetivo da ressurreição e daqueles que experimentam o Cristo em suas vidas? É a vida nova! Seja, meu irmão, audacioso na sua evangelização, no seu encontro pessoal com Cristo, na força do Espírito Santo, que pode transformar tudo e todos. Que o seu coração esteja aberto, que a sua vida seja impactada e que você seja testemunha daquilo que Jesus está nos falando no final deste Evangelho: “Vós sereis testemunhas de tudo isso!”. 

Meu irmão, minha irmã, só aquele que faz uma experiência pessoal com Jesus pode testemunhar tudo o que Cristo revelou para cada um de nós. Que Deus o abençoe neste tempo de testemunhar a graça de Deus na vida de tantas pessoas.

Sobre você, desça a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!


Padre Ricardo Rodolfo

Padre Ricardo Rodolfo é brasileiro, nascido em 15 de junho 1982. Natural de São José dos Campos (SP), é membro da Associação Internacional Privada de Fiéis – Comunidade Canção Nova desde 2009 no modo de compromisso do Núcleo.

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.