19 May 2024

Não existe Pentecostes sem a comunhão dos corações

“A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, também eu vos envio.” E depois de ter dito isso, soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo, a quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados. A quem não os perdoardes, eles lhes serão retidos.” (João 20,19-23) 

Meus irmãos e minhas irmãs, hoje é domingo, dia do Senhor, solenidade de Pentecostes, esse dia tão esperado, tão aguardado. O Evangelho de João narra Jesus soprando sobre os discípulos o Espírito Santo, e concedendo-lhes o ministério do perdão e da reconciliação. Mas, na verdade, é na primeira leitura de hoje que se narra aquele evento estrondoso, né? Que lançou os discípulos na aventura do anúncio do Reino dos Céus, o nascimento da Igreja. A espera chegou ao fim, chegou o grande dia, o dia de Deus, dia de graça para toda a humanidade. E vale a pena confiar e esperar em Deus. A Palavra de Deus nos garante isso, vale a pena esperar e confiar em Deus. Nós nunca seremos decepcionados se esperarmos no Senhor a Sua manifestação.

Diz o texto da primeira leitura: “De repente, veio do céu”. Como é lindo experimentar esses “de repentes” de Deus, não é? Quando, num determinado momento da nossa vida, onde tudo parecia caminhar para o caos e para a ruína, Deus intervém e, de repente, muda tudo. Você já deve ter experimentado alguns “de repentes” na sua caminhada cristã. Eles são extraordinários e trazem o novo de Deus para a nossa vida. Você está precisando, hoje, desse “de repente” de Deus? Por isso clame, clame a Deus que esse de repente aconteça na sua vida, que este novo de Deus chegue.

Vivamos em comunhão uns com os outros

O Espírito Santo desceu quando todos estavam reunidos no mesmo lugar. O texto original não quis destacar que estavam um do lado do outro, justapostos, mas que estavam de comum acordo, unidos no coração, na intenção, no desejo de receber a mesma graça. Não existe Pentecostes sem a comunhão dos corações. Não adianta invocar o Espírito Santo e, ao mesmo tempo, cultivar atitudes de divisão, de rachas, de discórdia, de maldade, desejo de vingança, malícia no relacionamento uns com os outros, é um contraste esse tipo de atitude com a invocação do Espírito Santo.

A gente pode dizer que a pista de pouso do Espírito Santo é um coração de profunda comunhão com os irmãos. É nesse ambiente que o Espírito Santo repousa, é nesse ambiente que o Espírito Santo coloca a Sua ação. Por isso, hoje, como irmãos, como Igreja, como comunidade cristã, invoquemos o Espírito Santo e vivamos em comunhão uns com os outros. 

Sobre todos vós desça a bênção do Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

 


Padre Donizete Heleno Ferreira

Padre Donizete Heleno Ferreira é Brasileiro, nasceu no dia 26/09/1980, em Rio Pomba, MG. É Membro da Associação Internacional Privada de Fieis – Comunidade Canção Nova, desde 2003 no modo de compromisso do Núcleo.

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.