13 out 2017

Deus expulsa o demônio da divisão do meio de nós

Não sejamos semeadores de divisão e discórdia, sejamos construtores da paz e da unidade

“Todo reino dividido contra si mesmo será destruído; e cairá uma casa por cima da outra” (Lucas 11,17).

Jesus está, hoje, expulsando um demônio. O que é o demônio senão aquele que é o divisor, aquele que quebra a unidade, que nos divide internamente uns em relação aos outros?

Divisão é, acima de tudo, separação. O demônio é aquele que nos divide e nos separa de Deus. Ele é um dividido, um separado, um apartado que se apartou do Reino de Deus. O seu trabalho, na vida e no mundo, é, justamente, realizar a divisão entre as pessoas, colocar umas contra as outras, colocar-nos contra nós mesmos. Quando deixamos de nos amar, de gostar de nós mesmos, de nos valorizar e ver as coisas positivas, de buscar a unidade interior que precisamos viver, é ele quem está nos colocando contra nós mesmos, para que deixemos de nos amar, de nos querer bem e deixemos de nos valorizar.

Depois, o demônio nos coloca uns divididos contra os outros. Pense que tristeza uma casa onde a família é dividida! Não é uma família. O marido contra a esposa, a esposa contra o marido, os pais contra os filhos, os irmãos contra os irmãos.

A ação diabólica do mundo, desde o princípio, foi essa: um irmão contra outro, a humanidade dividida. Aqui, não se trata de pregar qualquer espírito de igualdade: “Todos temos que ser iguais. Todos temos que pensar igual”. Nada disso! A unidade do ser humano é, acima de tudo, a compreensão e o respeito mútuo que se deve ter, a aceitação do diferente, até porque Deus não nos criou iguais; por exemplo, Ele nos criou homem e mulher, com tantas diferenças, mas que se unem para ser uma só carne.

Deus nos criou de diversas formas, até os dedos das mãos são diferentes uns dos outros, mas soma uma unidade: a nossa mão, o nosso corpo e assim por diante.

Irmãos e irmãs, o demônio nos quer divididos, ele nos quer atacando e falando mal uns dos outros, colocando-nos uns contra os outros. Ele cria os piores elementos, semeia no meio de nós e continuamos a semear esses espíritos de discórdia e divisão. O primeiro deles é justamente falar mal uns dos outros, e como cresce essa tendência diabólica e terrível de falarmos mal, de nossas conversas serem alimentadas sempre para dizer alguma fofoca, alguma maledicência, atacar o outro, atacar o que pensa diferente, de se colocar uns contra os outros.

Assim como Jesus está expulsando esse demônio da vida deste homem, Ele quer expulsar o demônio da divisão do meio de nós. O demônio têm vários artifícios para usar, mas o primeiro é justamente esse, ele é o semeador da divisão e da discórdia. Não sejamos semeadores de divisão e discórdia, sejamos construtores da paz e da unidade. Isso é ser de Deus, o contrário é deixarmos que o espírito do maligno conduza as relações humanas.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Outubro

51%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários