27 Mar 2010

Uma morte decidida*

O último milagre que Jesus acaba de fazer, a ressurreição de Lázaro, foi o detonador da sua condenação à morte, pelo sinédrio, que crê já insustentável a situação religiosa que Jesus está a criar no povo, com consequente insegurança política. Segundo Caifás, segundo sacerdote naquele ano, convinha que um morresse pelo povo e que não perecesse a nação inteira.

A morte de Jesus está decidida oficialmente pela autoridade religiosa dos judeus. Mas a sua morte redentora vai ser muito fecunda, como profetizou Caifás, sem se dar conta do alcance do seu oportunismo nacionalista. Jesus morrerá não só pela nação judaica, mas também para reunir todos os filhos de Deus, dispersos pelo pecado.

A nova família eclesial de Deus não se baseará na pertença racial, como no Antigo Testamento, mas na fé em Cristo. Um só rebanho sob um só pastor, Jesus. A comunhão com Cristo, reflexo da que ele mantém com o Pai, é o núcleo de toda a comunidade cristã. Quanto mais unidos estiverem os crentes com Cristo, mais irmãos são uns dos outros.

A atitude oportunista de caifás, que o sinédrio faz sua, está na linha de querer manipular Deus e a religião conforme os próprios interesses. Isto faz-se tanto a nível institucional como individual. É uma constante histórica, verificada no caminhar da Igreja, a tentação de confundir e misturar os âmbitos religioso e político, sujeitando um ao outro alternativamente.

A Quaresma chega ao fim. Estamos preparados para celebrar a Páscoa do Senhor. Entendemos que ser Cristão tem um preço? Renovemos a nossa opção batismal? Tornamos realidade na nossa vida o lema que abria estes quarenta dias: convertei-vos e acreditais no evangelho? É a última oportunidade para uma conversão profunda de fé e de vida.

Padre Pacheco,

Comunidade Canção Nova.

*Cf. B, CABALLERO. A Palavra de cada dia. p. 161-162. Paulus: 2000.

Dezembro

25%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.