23 Mar 2010

Um sinal levantado ao alto*

O Evangelho de hoje continua os discursos de Jesus na ocasião da festa dos Tabernáculos. Num clima difícil, prossegue o enfrentamento de Cristo com os judeus, em especial com os fariseus. No processo habitual aproxima-se a hora de Jesus, que, pouco a pouco, vai desvendando a Sua origem e condição divina.

Previamente revelou-se como água viva e luz do mundo. Se os homens rejeitam essa luz e essa vida, morrerão no seu pecado; pois o pecado radical, de que brotam todos os outros, é negar-se a acreditar em Jesus.

Depois de interpretarem a insinuação de Cristo sobre a Sua próxima partida, isto é, a Sua morte, como intenção de suicídio, e para pôr fim às discussões sobre a origem d’Ele, os judeus põem claramente ao rabi esta pergunta: quem és tu? Jesus responde-lhes: o que vos digo desde o princípio e vós não quereis aceitar. “Quando levantardes ao alto o Filho do homem – alusão tanto a crucificação como à ressurreição e à exaltação de Jesus -, sabereis que eu sou o que sou”. A Expressão “eu sou” remete para o nome de Javé no Antigo Testamento; com ela Cristo está declarando a Sua condição divina.

“Quando lhe expunha isto, muitos acreditam nele”, conclui o texto evangélico de hoje. São os que procuram a verdade e acharam e vida mediante a fé em Cristo. Outros, porém, permaneciam cegos, diante dos sinais da sua identidade messiânica. Cristo é sinal de contradição; os homens têm de decidir-se por Ele ou contra Ele. Mas essa opção compromete definitivamente o destino pessoal. Neste dia de Quaresma, com a Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo em perspectiva, Ele nos convida a uma conversão de fé antes que seja tarde de mais.

Rejeitar Cristo, que é a vida, a luz e a salvação, supõe optar pela morte, as trevas e a ruína eterna. Por sua vez o que olha a cruz, com fé e com espírito de conversão, como os israelitas olhavam para a serpente no deserto, fica curado do seu pecado, alcança a salvação de Deus e tem vida eterna.

Padre Pacheco

Comunidade Canção Nova.

*Cf. B, CABALLERO. A Palavra de cada dia. p. 153-154. Paulus: 2000.

Novembro

68%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.