11 nov 2015

Tenhamos um coração agradecido a Deus

Experimentemos ser aquela pessoa que em tudo sabe dar graças a Deus. Os nossos sentimentos mudam, a nossa disposição interior muda, o nosso físico reage

“Não foram dez os curados? E os outros nove, onde estão? Não houve quem voltasse para dar glória a Deus, a não ser este estrangeiro?” (Lucas 17, 17-18).

No caminho para Jerusalém, passando entre a Samaria e a Galileia, Jesus teve compaixão de dez leprosos que vieram ao Seu encontro e pediram a cura. O Mestre, com a Sua bondade, tocou no coração e na enfermidade deles e foram curados.

Todos receberam a graça, mas apenas um deles, o samaritano, que não fazia parte diretamente do povo de Deus, voltou, com o rosto por terra, para agradecer, bendizer e louvar ao Senhor pela graça. Para os outros nove parecia que era algo mais que normal, uma obrigação de Deus.

Sabe, meus irmãos, não podemos ser pessoas que somente querem alcançar graças, favores de Deus. Precisamos ter um coração agradecido, que louva e bendiz ao Senhor Nosso Deus.

A maior cura não é fazer desaparecer a lepra; a maior cura, a maior graça alcançada é ter um coração agradecido, que louva, bendiga e enalteça o nome do Senhor. Por isso, digo que os outros leprosos alcançaram apenas o início da cura, mas quem atingiu a plenitude foi aquele único que voltou para agradecer.

Deus não precisa do nosso louvor nem do nosso agradecimento. Ele não precisa ser engrandecido, porque já é grande e soberano. Mas quando O louvamos nossa natureza é curada, restaurada. Quando engrandecemos o nome do Senhor, nosso egoísmo é pisado, nosso orgulho é quebrantado e nossa natureza é resgatada.

No louvor, na ação de graças está a fonte da cura, da libertação e restauração do nosso mau-humor, da nossa indisposição, do nosso próprio azedume do dia a dia.

Experimente a força do louvor, experimente ser uma pessoa agradecida, experimente ser aquele que em tudo sabe dar graças a Deus. Os nossos sentimentos mudam, a nossa disposição interior muda, o nosso físico reage. E quando vivemos na reclamação, inconformados com tudo, parece que nada é bom, que nada presta. Podemos estar fisicamente em pé, mas a nossa alma está prostrada.

Para termos a nossa alma levantada, resgatada, a força do louvor faz nova todas as coisas! Que olhemos para esse leproso plenamente curado e façamos do louvor e da ação de graças o cântico do homem novo e da mulher nova a cada dia!

Deus abençoe você!

Comentários