24 abr 2015

Sem a luz de Deus não há vida nem transformação

Sem a luz de Deus não há vida nem transformação. É preciso abrir o espírito e o coração e permitir que a Palavra de Deus traga a novidade de Deus ao nosso interior!

Saulo, de repente, viu-se cercado por uma luz que vinha do céu. Caindo por terra, ele ouviu uma voz que lhe dizia: ‘Saulo, Saulo, por que me persegues?’” (At 9, 3-4).

Todos nós conhecemos o que Saulo fez e aprontou contra os cristãos da Igreja Primitiva. Ele foi duro, foi muito cruel com esses cristãos; mas é importante dizer que ele fazia isso não por maldade em si, mas por ser movido por um extremo zelo religioso. Afinal de contas, Saulo era fariseu, um judeu praticante da Lei de Deus, observante estrito das leis judaicas. Ele via nos cristãos uma grande ameaça, um grande erro em relação a Deus.

Saulo não era um homem que não conhecia a Deus; contudo ele não conhecia a graça nova e plena de Deus, que era Jesus Cristo, Seu Filho. E por isso Saulo não se opunha, como também perseguia e ameaçava àqueles que eram os pregadores dessa Palavra.

Com o coração já conduzido, cheio de vingança contra os cristãos, Saulo estava indo para mais uma empreitada [de perseguição aos seguidores de Jesus] quando a luz de Deus o cercou, o dominou e o jogou por terra. Ele caiu em si porque aquela luz iluminou o seu coração e o questionou: “Saulo, Saulo, por que me persegues?” (At 9, 4).

Permita-me dizer uma coisa ao seu e ao meu coração: nós precisamos nos deixar sempre envolver pela luz de Deus, a luz de Deus que nos questiona, que nos interroga e lança dentro de nós aquelas perguntas tão necessárias que nós, muitas vezes, não sabemos nem como perguntá-las nem como respondê-las. Mas são perguntas que podem mudar a rota e a direção da nossa vida, porque não basta conhecer a Deus, não basta ser um observante da Lei de Deus. É preciso abertura para a graça de Deus!

O que faltou a Saulo, a graça de Deus lhe veio ao encontro para abrir-lhe os olhos, porque, por mais que a inteligência dele fosse aberta, por mais que ele fosse um grande conhecedor da Lei de Deus, o espírito dele estava fechado para o novo de Deus.

Hoje é preciso abrir o nosso espírito e o nosso coração e permitir que a Palavra de Deus, de uma forma nova, traga a novidade de Deus para dentro de nós!

Saulo caiu por terra e, durante um longo tempo de reflexão, ele pôde compreender pouco a pouco qual era a vontade de Deus para a sua vida. Ananias vai ao encontro dele, impõe as mãos sobre ele e o faz recuperar a visão, e mais do que recuperar a visão física, Saulo recupera e ganha nova visão interior.

Da mesma forma, Deus quer iluminar o nosso espírito e a nossa mente para que a nossa visão interior seja sempre nova e renovada para enxergarmos sempre o novo que Ele tem para nós!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários