10 nov 2015

Que saibamos servir a Deus sem esperar retribuição

Podemos não ter nada, mas não vamos esperar de Deus uma retribuição, porque a única retribuição que agradecemos de coração, embora não a mereçamos, é a graça de sermos filhos d’Ele

“Somos servos inúteis; fizemos o que devíamos fazer” (Lucas 17, 10).

Há uma mentalidade mercantilista que, muitas vezes, norteia as ações humanas e está presente até mesmo na forma como nos relacionamos com Deus.

Nós queremos ser recompensados, queremos que o Senhor nos dê uma retribuição, porque trabalhamos para Ele, porque servimos a Ele, porque fomos à igreja e porque buscamos ser bons e generosos.

A bondade já é uma recompensa; ser bom, estar em Deus, já é uma graça sublime! O que não podemos é fazer as coisas com a expectativa de recebermos algo em troca. Algumas pessoas querem fazer comércio com Deus: ‘Eu faço isso, se Deus me der aquilo! Eu vou me comprometer, porque Deus vai me dar isso!’.

Deus já nos dá, já é sublime em Sua generosidade para conosco. Foi Ele quem nos deu a vida, é Ele quem nos permite viver a cada dia. Se somos movidos pela humildade, Deus nos dá a graça mais sublime de saborearmos a Sua presença em cada coisa, em cada situação em que vivemos. Pode ser na dor, no sofrimento, nas tribulações, nas dificuldades e nas coisas que não dão certo.

Nós não podemos ter a mentalidade, o pensamento de achar que seremos livres disso e daquilo, que não teremos doença, não experimentaremos dificuldades, porque servimos a Deus. Às vezes, alguém passa o tempo inteiro servindo a Ele, mas, quando vem um momento difícil, quando passa por alguma tribulação e dificuldade, volta-se para Deus e diz: “Senhor, eu Lhe servi a vida inteira, sempre estive à Sua disposição, eu sempre fui fiel a Ti. E é isso que recebo como recompensa? É isso que o Senhor me dá?”.

Falam como se Deus nos mandasse um castigo, uma provação, uma privação; como se Ele estivesse nos tirando tudo. Ainda que o Senhor nos permita passar por qualquer tribulação nesta vida, é uma oportunidade para dizermos a nós mesmos que não servimos a Deus por aquilo que Ele nos dá.

Servimos ao Senhor por aquilo que Ele é: sempre bom, sempre Pai e sempre graça! Podemos não ter nada, entretanto, não vamos esperar de Deus retribuição, porque a única retribuição que não merecemos, mas, agradecemos de coração, é a graça de sermos Seus filhos, tudo mais é acréscimo.

O essencial é que somos filhos de Deus e precisamos viver como tais: viver a graça de servir ao Pai com dedicação e empenho; não sermos movidos pela mentalidade de que precisamos ser retribuídos por Deus.

Deus é bom e plenamente bom! Que Ele abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Outubro

42%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários