01 nov 2015

Que a santidade seja um propósito em nossa vida

Hoje é o dia de exaltarmos a santidade de Deus, vivida por todos aqueles que levam Deus a sério e procuram viver no cotidiano de Sua vida

“Vi uma multidão imensa de gente de todas as nações, tribos, povos e línguas, e que ninguém podia contar. Estavam de pé diante do trono e do Cordeiro; trajavam vestes brancas e traziam palmas na mão” (Ap 7,9).

A Igreja nos dá hoje a alegria de celebrarmos a Solenidade de Todos os Santos. Homens de todas as classes e nações, raças e línguas, de todos os tempos, antes e depois de Cristo, que estão felizes na eternidade, participando da bem-aventurança eterna. Santos e homens que viveram uma vida justa segundo a vontade de Deus aqui na Terra.

Existe uma multidão de santos já conhecidos por nós, porque foram canonizados, exaltados pelo povo devido à vida heroica que tiveram, pelas virtudes divinas que prevaleciam em suas vidas.

Como é bom estar ao lado das pessoas que levam a santidade como compromisso e propósito de sua vida!

Nos últimos tempos, tivemos grandes santos entre nós já canonizados e beatificados. Temos como exemplo São João Paulo II, Madre Teresa de Calcutá, nossa querida irmã Dulce ou aqueles que já estão a caminho, como Dom Helder Câmara, Dom Luciano Mendes de Almeida e tantos outros que viveram e conviveram no meio de nós e merecem a honra dos altares.

Existe uma multidão que ocupa o mesmo lugar no Céu, talvez cem vez mais do que esses reconhecidos pelos títulos de santos. São os santos que estão entre nós e caminham no ordinário da vida.

É uma grande multidão aqueles que ocupam o lugar junto de Deus. Então, muitos dos nossos parentes, amigos, pessoas que caminharam em nossas igrejas e comunidades já estão também num lugar junto de Deus; pode ser que nunca sejam reconhecidos com o título de santo aqui na Terra, porque não foram canonizados ou não houve um processo. Mas não é isso o que torna a pessoa santa.

O que faz alguém ser santo é o fato de levar a vida segundo a vontade de Deus, viver a dignidade de filhos d’Ele, proclamar com a vida as bem-aventuranças evangélicas exaltadas no Evangelho de hoje. O que alguém ser santo é ter uma vida simples, modesta, desprendida e pura; uma vida mansa e pacífica, que saiba sofrer as contrariedades próprias da vida e do seguimento de Jesus Cristo.

Olhando para tantas pessoas que vivem no campo e na cidade, podemos ficar decepcionados com tantos pecados, mas não podemos deixar de exaltar quantas pessoas vivem na santidade.

Hoje é o dia de exaltarmos a santidade de Deus, vividos por todos aqueles que levam o Senhor a sério e procuram viver no cotidiano de Sua vida.

Deus é santo e quer que nós também sejamos santos!

Deus abençoe você!

Comentários