28 jan 2011

Qual é a atitude ativa que Deus pede de mim?

Qual é a atitude ativa que Deus pede de mim? Por vocação cristã, sou chamado a fazer presente o Reino neste mundo e posso fazê-lo realizando com perfeição meus deveres e trabalhando ativamente na Igreja. Deixar que a semente cresça por si só implica colaborar com o semeador.

Saiba meu irmão minha irmã que a vinda do Reino de Deus é semelhante ao escondido e dinâmico germinar da semente na terra. O Reino é comparado por Jesus ao grão de mostarda, a menor semente, destinada a se transformar apesar disso numa árvore frondosa, ou à semente que o homem enterrou: “durma ou se levante, de noite ou de dia, o grão brota e cresce, sem que ele saiba como”. O que quer dizer tudo isto? O Reino é amor de Deus para o mundo, é a presença de Cristo entre nós. Mas o homem não é uma testemunha inerte deste Reino. Jesus nos convida a buscar ativamente “o Reino de Deus e sua justiça” e fazer desta busca nossa preocupação principal: “buscar o Reino de Deus e tudo mais será acrescentado”. Fazer com que Cristo reine no coração dos homens.

Jesus nos pede uma atitude ativa e não inerte. Estamos chamados a cooperar com nossas mãos, nossa mente e nosso coração na vinda do Reino de Deus ao mundo. Com este espírito temos que fazer nossa a invocação “Venha a nós o Vosso Reino!”. É uma invocação que orienta nosso olhar a Cristo e alimenta o desejo da vinda do Reino de Deus. Este desejo, apesar disso, não nos afasta da nossa missão neste mundo, vai além, compromete ainda mais: “A mensagem cristã não afasta os homens da edificação do mundo nem faz com que nos despreocupemos do bem alheio, ao contrário, impõe como um dever de fazê-lo” (Gaudium et spes, 34)

Quando Deus semear, a semente produz fruto e se reconhece sua autoria pelas obras que produz. Da árvore boa só podem brotar frutos bons. Pelos frutos se pode conhecer o tipo de árvore que Deus semeou. Na Igreja vemos um quantidade de movimentos que surgem e trabalham pelo Reino, se fossem simples autoria humana talvez durassem pouco, mas vemos que o Espírito Santo os alenta e por isso crescem, e se multiplicam e produzem muito fruto. Deve-se agradecer a Deus pela dinâmica dos Movimentos na Igreja que produzem muito fruto e que realmente colaboram para a extensão do Reino de Deus para que se torne uma realidade neste mundo.

O meu propósito a partir desde evangelho de hoje é deixar que a semente que Deus plantou em mim desde o batismo germine com obras cristãs de caridade e justiça. Que o mais importante seja fazer presente o Reino de Deus em minha família, em meu trabalho/escola, em meu comportamento.

Pai, dá-me sensibilidade para perceber teu Reino acontecendo no meio de nós, aí onde lutamos para a construção de uma sociedade mais humana e fraterna.

Padre Bantu Mendonça

Fonte: Retirado do Blog do padre Bantu


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários