05 mar 2017

Precisamos nos abastecer da Palavra de Deus

A Palavra abre nossos olhos, abre nosso coração e ilumina nossa mente para nos dar direção

“Vai-te embora, Satanás, porque está escrito: ‘Adorarás ao Senhor, teu Deus, e somente a ele prestarás culto’” (Mateus 4,9).

Neste primeiro domingo da Quaresma, estamos refletindo as tentações de Jesus. O Evangelho de Mateus descreve, pelo menos, três grandes tentações que Jesus passou quando foi conduzido pelo Espírito ao deserto.

Depois de quarenta dias de jejum Ele teve fome, e o demônio aproveitou-se dessa ocasião para colocar sobre Ele aquela tentação do comer, dos sentidos. Quem está fortalecido no Espírito como Jesus estava, é mais forte que a tentação, por isso Ele responde ao demônio: “Não só de pão vive o homem, mas de toda palavra que vem do coração, da boca de Deus”.

O elemento fundamental para vencermos as tentações da vida é nos abastecermos da Palavra de Deus, preenchermo-nos, esvaziarmo-nos do excesso de alimento, de comida, bebida, da práticas cotidianas que temos para nos enchermos da Palavra.

Precisamos ir ao deserto da vida, recolhermo-nos no silêncio, para que o Palavra se torne alimento para a nossa vida. Porque, primeiro, a Palavra abre os nossos olhos, e assim abre o nosso coração e ilumina a nossa mente para nos dar direção, forças, para nos fortalecer no nosso combate espiritual.

Se o demônio não consegue nos vencer por essa tentação, ele nos leva por outros caminhos, por outras vias. O demônio levou a Jesus a tentar a Deus, e, tanta gente colocando o Senhor a prova! “Deus vai me conceder isso e aquilo, e se Ele não concede, então eu O coloco à prova, porque Ele não me deu isso. A tentação no mundo presente é a tentação da idolatria; o demônio prometeu dar tudo aquilo a Jesus se Ele simplesmente se prostrasse diante d’Ele. A tentação da idolatria vem da tentação da cobiça, do desejo de ter, de possuir. No mundo em que vivemos, as pessoas se compram e se vendem por qualquer coisa, e então passamos a idolatrar a quem tem dinheiro, posse.

Passamos até mesmo em nos vender quando alguém nos dá condições melhores de vida, nos promete isso, aquilo… é a tentação do dinheiro, do poder, do prazer. A tentação de nos colocarmos aos pés de pessoas humanas, ídolos da música, da política; tudo é um erro, engano, é ilusão!

“Vai-te embora, satanás”. Satanás quer, justamente, satanizar a nossa vida, colocando dentro de nós verdadeiros ídolos, fazendo de nós ídolos para os outros, para que desviemos o nosso coração do único Deus.

Fazemos do dinheiro, do sexo, do prazer, da comida, da bebida e de pessoas nossos ídolos, colocando outros dentro de nós, para ocupar o lugar de Deus. “Vai-te embora, satanás” com todos os seus ídolos, porque iremos nos prostrar somente na presença de Deus e só a Ele serviremos e adoraremos.

Quando Deus é único na nossa vida, os ídolos, os demônios vão embora de nós. Para vencer a tentação, é preciso fazer com que Deus se torne único na nossa vida, e só a Ele servimos de todo o nosso coração.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários