17 jul 2016

Permitamos que nosso tempo seja conduzido por Deus

Regemos, de fato, o nosso tempo quando conduzimos todas as coisas em Deus

Marta, Marta! Tu te preocupas e andas agitada por muitas coisas. Porém, uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte e esta não lhe será tirada” (Lucas 10, 41-42).

 

Marta e Maria representam cada um de nós. Não que haja pessoas que são Marta e outras que são Maria. Na verdade, todos nós temos muito delas ou um pouco das duas. Entretanto, o mais importante é que saibamos ponderar as coisas, sobretudo, o nosso ser Marta, ocupado com afazeres e tarefas, inclusive ocupações necessárias.

Não pense que Marta levava uma vida fazendo coisas que não se devia; ela estava fazendo coisas necessárias e importantes. Precisamos cuidar da nossa casa, da nossa família e dos nossos afazeres, precisamos nos ocupar com as nossas obrigações, mas é importante dizer que precisamos ponderar.

Se Maria estava aos pés do Mestre, é porque aquela era a hora. Não é que Maria vivia o dia inteiro sem fazer nada e só ficava rezando, orando, meditando salmos dia e noite. Ela também fazia como Marta, mas a hora de Deus é a hora de Deus para ela. Não é porque estamos cheios de coisas para fazer, cheios de tarefas e obrigações, que não temos tempo para o Senhor.

Vivemos numa sociedade cada vez mais atropelada por obrigações e ocupações, cada vez mais sem tempo e espaço para Deus no coração.

Não posso pensar numa família em que, todo domingo, a obrigação primeira e principal não seja ir à casa de Deus. Não posso pensar em nós, que temos 24 horas por dia, não termos um tempo precioso, a cada dia, para orarmos, para escutarmos Deus, para meditarmos a Palavra e fazermos nossas obrigações.

Crave no seu coração: oração não é perda de tempo, mas é salvação, é unção e coordenação para o tempo, é a luz que o nosso tempo precisa para ser melhor vivido e aproveitado.

Quando nos colocamos aos pés do Mestre como Maria fez, estamos escolhendo o essencial, a única coisa que não nos será tirada da vida, porque os trabalhos que fizermos serão esquecidos, serão passados adiante, eles podem nos deixar fadigados, cansados e estressados, podem tiram a nossa saúde, roubar-nos de Deus e do convívio sagrado que precisamos ter uns com os outros.

Só regemos, de fato, o nosso tempo, para que ele seja melhor aproveitado, para que seja cada vez mais sagrado, quando conduzimos todas as coisas em Deus e permitirmos que Ele conduza todo o nosso tempo!

Deus abençoe você!

repensando-a-vida

Adquira em nossa Loja Virtual o livro do padre Roger


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários