25 nov 2016

Peçamos a Deus sabedoria e discernimento

Que Deus nos dê sabedoria, discernimento e aplicação para sabermos distinguir os sinais do tempo, da natureza humana e divina

Olhai a figueira e todas as árvores. Quando vedes que elas estão dando brotos, logo sabeis que o verão está perto” (Lucas 21,30).

É tão bom ver a sabedoria do homem do campo, sabedoria das pessoas simples que sabem distinguir os sinais dos tempos! A sabedoria da dona de casa, que olha para as nuvens e sabe se a chuva vem ou não, do plantador que sabe quando o tempo está propício ou não para plantar, para regar e colher.

A natureza tem uma lógica, tem um fio condutor, e é nossa obrigação saber lidar com a natureza que está ao nosso lado. Saber quando terá ou não chuva, quando teremos relâmpagos e trovões. A natureza dá seus sinais.

A sabedoria humana é, justamente, saber lidar com a natureza bela na qual estamos vivendo; a sabedoria que rege essa casa onde vivemos, que é o planeta terra. Precisamos de sabedoria para lidar com a nossa natureza interior, com a nossa própria vida!

Veja, a mulher tem sabedoria, desde menina, para saber lidar com a natureza do seu corpo. Quando chega a época da menstruação, há um sinal, um significado maravilhoso para a natureza feminina! E assim os outros sinais que vamos olhando no nosso próprio corpo, na nossa própria vida.

Primeiro, não precisamos  agredir a mãe natureza, seja a natureza que está fora, seja a que está aqui dentro de nós. Precisamos saber lidar com cada coisa, com a sabedoria necessária, porque foi por não saber lidar com a natureza, por agredi-la ou não respeitá-la, que experimentamos, em toda história, desastres enormes desse confronto do homem com a natureza.

Com a nossa natureza humana é do mesmo jeito, temos de saber respeitar e cuidar da nossa natureza. Vai da alimentação que temos, do jeito que procedemos com a nossa vida, uma vida ociosa ou proativa. A natureza não aguenta ficar parada, estagnada, mas também não aguenta os excessos que, muitas vezes, impõe sobre ela.

Desse modo, quando a Palavra de Deus nos chama a ter um discernimento, está querendo nos levar a ter essa sabedoria. Se soubermos lidar com essa natureza de fora, com a natureza que está dentro de nós, saberemos entender também a dinâmica do Reino de Deus, que se manifesta no meio de nós.

O Reino de Deus é dinâmico, não é estático. Nós queremos tudo pronto, queremos uma coisa comprada ali no freezer e só esquentamos, mas com Deus não é assim! Se não nos abrirmos à dinâmica da vida, não entenderemos a dinâmica do Reino de Deus no meio de nós. De quanta sabedoria carece o mundo, a nossa Igreja, a nossa fé, o nosso seguimento!

Que Deus nos dê sabedoria, discernimento e aplicação para sabermos distinguir os sinais do tempo, da natureza humana e divina, e toda natureza que nos cerca!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Outubro

46%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários