26 maio 2009

ORAÇÃO PELOS DISCÍPULOS Jo 17,1-11a

Jesus sabia que sua hora tinha chegado. E assim sendo, não quer deixar seus discípulos dispersos e desunidos. E sabendo também a força e o poder do encardido – que é de dispersar, criar confusão e pânico – cheio de amor, por sua fidelidade, dá glória ao Pai.

Apresenta ao Pai a oração mais sublime da unidade na comunhão do amor. Ele pede que o seu Pai revele e exalte na natureza pecadora do homem a natureza divina do Filho que é o próprio Jesus: Revela a natureza divina do teu Filho a fim de que ele revele a tua natureza gloriosa. Pois tens dado ao Filho autoridade sobre todos os seres humanos para que ele dê a vida eterna a todos os que lhe deste. E a vida eterna é esta: que eles conheçam a Ti, que és o único Deus verdadeiro; e conheçam também Jesus Cristo, que enviaste ao mundo.

Nesta oração Jesus coloca em destaque primeiro a glória conjunta do Pai e d’Ele. E ao mesmo tempo faz-nos saber que a obediência na realização da vontade de Deus seu Pai constitui a maior glória do Pai, na terra. Por isso, terminando a sua missão diz: Eu mostrei quem tu és para aqueles que tirastes do mundo e me deste. Eles eram teus, e tu os deste para mim. Eles têm obedecido à tua mensagem e agora sabem que tudo o que me tens dado vem de ti.

Mas embora eles saibam que tu me enviaste, é preciso, tu ó pai os guardes na unidade. Para que o lobo não os disperse e devore um por um. Eu peço em favor deles. Não peço em favor do mundo, mas por aqueles que me deste, pois são teus. Tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu; e a minha natureza divina se revela por meio daqueles que me deste. Esta é a preocupação do meu e do teu Jesus, que permaneçamos unidos n’Ele assim como Ele permanece no Pai. Que o lobo não nos devore. Mas tu me poderias perguntar. Padre que tipo de lobo? A resposta é muito simples. O lobo que me poder devorar, talvez não seja o mesmo que te possa devorar. Cada um tem o seu vício, hábito, dificuldade, problema que é como que o pecado de estimação que não passa de pedra no seu sapato ou no da sua família: esposo, esposa, filhos, irmãos e sei lá. E que vira e mexe nos põe de rasto. Semeando desordem, distúrbio, desunião, confusão, separação, divórcios e… É este o lobo do qual Jesus nos quer livrar na oração de hoje ao Pai do Céu.

Comentários