01 dez 2013

O melhor caminho é estarmos atentos e vigilantes

Não sabemos nem o dia nem a hora que o Senhor virá, nem quando nós iremos ao encontro d’Ele. Como não sabemos, o melhor caminho é estarmos atentos e vigilantes.

“Portanto, ficai atentos, porque não sabeis em que dia virá o Senhor” (Mt 24,42). 

 

Meus queridos irmãos e irmãs em nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, nós, hoje, começamos o tempo da graça chamado “Advento”. É o tempo que nos prepara para o Senhor que vem. Eu sei que em nossa cabeça, em nosso imaginário, muitos estão acostumados a pensar que o tempo do Advento é somente para o Natal de Jesus. É também um aspecto do Advento nos fazer recordar a primeira vinda do Senhor nessa data. Quando Ele veio a primeira vez, veio na fragilidade humana. Ele nasceu pequeno, uma criança frágil como qualquer um de nós, nasceu no relento, em meio ao sofrimento, no frio. 

O Nosso Salvador se fez carne e habitou no meio de nós. A primeira vinda do Senhor, na fragilidade humana, nos aponta em direção à segunda vinda gloriosa do Senhor. Por isso, não se assuste porque as leituras destes dias, destes tempos, nos falam muito sobre essa segunda vinda do Senhor, para que nós, Igreja, e, para a Igreja, que é a esposa d’Ele, estejamos sempre preparados, pois o seu Noivo está às portas, o Noivo está por vir e a Igreja se prepara para esperar o Sacerdote.

Nós devemos esperar de que forma? Atentos, vigilantes, porque não sabemos nem o dia nem a hora que o Senhor virá, nem quando nós iremos ao encontro d’Ele. 

Como não sabemos, o melhor caminho é estarmos atentos, o melhor caminho é estarmos vigilantes, o melhor caminho é não “dormirmos no ponto”. É não vivermos a vida de qualquer jeito, como se não tivéssemos que prestar contas a Deus ou irmos ao encontro do Senhor, nem Ele vir ao nosso encontro. 

Esse tempo do Advento, que se inicia hoje, chama a atenção de toda a Igreja, chama a atenção de todos nós, para que vivamos a espiritualidade da vigilância. Vigiar nossos atos, nossas atitudes, a nossa postura. As pessoas estão se preparando para o Natal, árvores, presentes, decorações, tudo isso é o sentido externo; o Advento nos prepara para aquele Natal que acontece todos os dias em nossa vida, no coração puro, purificado, vigilante para receber o Senhor que está sempre vindo ao nosso encontro. 

Nós teremos, um dia, que ir ao encontro definitivo com o Senhor. É por isso que a casa tem de estar preparada, é por isso que o nosso coração, com a ajuda da vigilância e da oração, tem de estar em constante espera do Senhor que virá ao nosso encontro. 

Que Deus abençoe você.

 


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários