11 jul 2015

Nosso único referencial é Jesus Cristo

Nosso único referencial é Jesus Cristo. Longe d’Ele, o orgulho, a autossuficiência e a soberba tomam conta de nosso coração e perdemos a meta e o referencial.

“O discípulo não está acima do mestre, nem o servo acima do seu senhor” (Mateus 10, 24).

 

Algumas vezes, nós não entendemos por que a nossa vida é cheia de espinhos, de sofrimentos e tormentos e temos a impressão de que Deus não está conosco, ao nosso lado. O que nós precisamos é ter o referencial e não perder a referência, porque, se a perdermos, tudo o mais ficará confuso dentro de nós.

A Palavra de Deus nos diz isto: “O discípulo não está acima do mestre, basta ser como o seu mestre” (Mateus 10, 25). Então o referencial do discípulo é sempre o seu mestre, ele não tira o olhar deste, não quer ficar abaixo, não pode ser menos que seu mestre, mas também não passa por cima dele para ser mais do que o mestre e aparecer mais que este, porque, senão, ele se perde pela estrada. E, assim, o orgulho, a autossuficiência e a soberba tomam conta de seu coração e ele vai perdendo a meta e o referencial.

Deixe-me dizer uma coisa ao seu coração: mantenha seus olhos fixos em Jesus, não tire d’Ele o seu olhar e o seu coração. Quando olhamos para a vida do Senhor e nos iluminamos por Suas palavras, a nossa vida se torna mais iluminada!

Num primeiro momento, em nossa caminhada, nós nos colocamos abaixo do Mestre porque queremos aprender com Ele, que nos conquista e nos puxa para sermos d’Ele. E desse modo nós vamos aprendendo com Ele e chega a um ponto em que queremos ser como Ele, viver a vida d’Ele em nós e clamar e viver como São Paulo: “Já não sou eu; é Cristo que vive em mim” (Gálatas 2, 20).

Contudo, depois de um tempo, achamos que já aprendemos muito, que já vivemos tudo e, sem que percebamos, vamos deixando o orgulho espiritual crescer em nós e nos tornando arredios à Palavra de Deus, porque já a conhecemos e nos achamos capazes de nos virar, de viver sozinhos, porque cremos que já aprendemos tudo de Deus.

No entanto, o conhecimento de Deus nunca nos basta, d’Ele nunca aprenderemos tudo; do Senhor seremos sempre devedores e sedentos de aprender muito mais! Por isso o discípulo deve ficar aos pés do seu Mestre para aprender a ser como Ele e nunca ser mais do que Ele. Estar acima da medida é orgulho e soberba. Muitas pessoas se afogam, se perdem, muitos que eram do Senhor deixam de sê-lo, porque tiraram os olhos d’Ele. Não é para nós, para as pessoas, para este ou para aquele para quem nós trabalhamos ou a quem nós servimos. O nosso único referencial é Cristo Jesus e d’Ele nós não queremos tirar o nosso olhar!

Deus abençoe você!

Comentários