13 Jun 2011

Vencer o mal com o bem

Jesus apresenta uma referência baseada não na lei da justiça judaica, isto é, o que é devido a cada um, mas na lei da graça e do amor. “Ouvistes o que foi dito: ‘Olho por olho e dente por dente!’ Eu, porém, vos digo: Não enfrenteis quem é malvado! Pelo contrário, se alguém te dá um tapa na face direita, oferece-lhe também a esquerda! Se alguém quiser abrir um processo para tomar a tua túnica, dá-lhe também o manto! Se alguém te forçar a andar um quilômetro, caminha dois com ele! Dá a quem te pedir e não vires as costas a quem te pede emprestado”.

A lei a que Cristo faz alusão é a do Talião: “Ouvistes que foi dito: Olho por olho, dente por dente”, embora à primeira vista pareça alimentar um sentimento de vingança, ela justamente deseja frear um ímpeto de vingança individual. Para Santo Agostinho, esta lei impedia expressões desmesuradas. É como já perdoar um pouco: é um começo de justiça misericordiosa. E Aquele que veio não abolir, mas aperfeiçoar, a conduz à sua perfeição. Porque em Jesus, e por Ele: “Não resistais ao malvado. Pelo contrário, se alguém te dá uma bofetada na face direita, oferece-lhe a esquerda…”

Assim, com estas palavras, o Senhor nos vai progressivamente conduzindo. Fazendo-nos reconhecer o não revidar: oferecer a outra face; deixar também o manto; caminhar com ele dois mil passos.

Desta maneira, Ele nos leva ao mandamento da caridade, não só para melhor compreendê-lo como também para concretamente vivê-lo. O Senhor nos ordena dar a todos tudo o que eles nos pedem: que todos sejam cumulados, por nossa generosidade, de tudo o que lhes falta.

Façamos de modo que eles não sofram nem de sede, nem de fome, nem da falta de vestes. E então, seremos encontrados dignos dos bens que faltam a nós mesmos e que pedimos a Deus, pois o costume de dar nos merecerá obtê-los. Ademais “há mais alegria em dar do que em receber”.

É urgente que aos nossos ouvidos soem as palavras de Jesus. É necessário “vencer o mal com o bem” e tornar concreto, em nosso agir, o mandamento do amor fraterno.

Peçamos ao Senhor que encha nossos corações com as graças do Seu Espírito Santo, com amor, alegria, paz, paciência, bondade e humildade. E nos ensine a amar os que nos odeiam e a rezar pelos que nos perseguem. E com o Seu auxílio, renunciar aos prazeres deste mundo e a desejar uma nova terra e novos céus.

Padre Bantu Mendonça


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Novembro

47%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.