28 Oct 2018

Jesus, permite-nos enxergar o que está dentro de nós

Vivemos num mundo obcecado por uma cegueira, somos incapacitados de refletir e olhar mais adiante

“Jesus disse: ‘Vai, a tua fé te curou’. No mesmo instante, ele recuperou a vista e seguia Jesus pelo caminho” (Marcos 10, 52).

O filho de Timeu, Bartimeu, cego e mendigo, que estava sentado à beira do caminho, viu Jesus passar e gritou: “Jesus, Filho de Davi, tende compaixão de mim, porque eu quero enxergar”.

Quando esse cego começou a gritar, muitos o repreendiam, porque eram mais cegos do que ele. Quando uma pessoa reconhece sua miséria e suas debilidades, está buscando alcançar a graça, está buscando enxergar o que ela não enxerga; nesta pessoa está a luz de Deus. Entretanto, quando uma pessoa acha que sabe tudo, que enxerga tudo, que tem o domínio de tudo, desculpe-me, mas essa pessoa é mais cega do que todos.

Esse tipo de cegueira é, muitas vezes, difícil de recuperar e salvar, porque a pessoa está obcecada no seu erro e não é capaz de se reconhecer. Ela está num obscurantismo tão grande da vida, que acha que tudo que ela pensa e sabe, que a sua opinião e o seu ponto de vista são a visão do todo.

Vivemos num mundo obcecado por uma cegueira, incapacitado de refletir e olhar mais adiante, mas para olharmos adiante precisamos olhar para dentro de nós, reconhecer em nós aquilo que nos leva a tomar decisões, fazer escolhas, manifestar nossas opiniões a partir dos nossos impulsos, dos nossos sentimentos ou do nosso racionalismo, muitas vezes, vazio, onde nos obcecamos em um ponto de vista, e o que vale é só isso.

Eu fico com o cego Bartimeu, que reconheceu a profundidade da sua miséria, reconheceu que a luz é Jesus, pois somente Ele é a luz da humanidade.

Hoje, quero clamar como Bartimeu: Jesus, Filho de Davi, tende pena de mim, tende pena da minha cegueira, daquilo que não consigo enxergar dentro de mim mesmo. É por isso que, muitas vezes, eu não melhoro, não me converto, não sou um cristão melhor. Tende compaixão de mim, Senhor! Permita-me enxergar aquilo que não consigo ver, não me deixe morrer na cegueira, obstinado nos meus pensamentos, nos meus sentimentos, nas minhas ideias e convicções. Jesus, luz do mundo, ilumina as trevas do meu coração.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Ajude a Canção Nova!

0%

Confira a ediçao especial da revista
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.