15 out 2015

Faça-se humilde na entrega a Deus

A chave da ciência se chama humildade, e nunca soberba. A chave da ciência é a submissão à vontade de Deus, Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo

“Ai de vós, mestres da Lei, porque tomastes a chave da ciência. Vós mesmos não entrastes, e ainda impedistes os que queriam entrar” (Lucas 11, 52).

Os doutores da lei são aqueles que têm a ciência, o conhecimento das leis divinas. Eles estudaram, se tornaram detentores do saber e usam o saber, o conhecimento, em proveito próprio. Usam para julgar as pessoas, para dizer se estão certas ou erradas, mas, muitas vezes, o fazem de acordo com seus critérios subjetivos, não são capazes de julgar a si mesmos, de analisarem seus próprios erros, de entrarem dentro de si e perceberem como podem ser melhores. O conhecimento deles é em proveito pessoal.

É um perigo e uma tentação para todos nós, que conhecemos as leis do Senhor, que conhecemos os mandamentos do Senhor, que conhecemos a graça de Deus, muitas vezes, usarmos o que conhecemos, o que sabemos, o que temos, em proveito pessoal.

Muitos estão usando a Palavra de Deus para julgar, para condenar e ainda são capazes de usá-la para se absolverem, para estarem sempre certos.

A chave da ciência se chama humildade e nunca soberba. A chave da ciência é a submissão à vontade de Deus, Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Ninguém é detentor do saber; podemos ajudar, aconselhar, mas devemos, acima de tudo, analisar, conhecer cada um a si mesmo.

Não podemos nos tornar os detentores do saber, porque a sabedoria excelsa é de Deus, vem d’Ele e pertence a Ele. Deus dá a Sua graça aos humildes! E não é o fato de já estar muito tempo na Igreja, de ser padre, de ser líder, de ser pastor, de fazer parte da Renovação Carismática, deste ou daquele movimento. Isso não me faz melhor do que os outros; isso me faz mais responsável do que os outros, isso me dá mais responsabilidade sobre a minha conduta, sobre os meus atos, sobre aquilo que faço. O que não posso é, a partir disso, me achar dono do saber.

Porque, depois de um tempo nós começamos a julgar tudo, analisar tudo e jogamos fora a identidade essencial: a humildade, a submissão a Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Aprendamos que a verdadeira ciência não é o ‘muito saber’ ou o ‘muito conhecer’, mas, o muito viver, se esforçar para, a cada dia, ser melhor, se esforçar para, a cada dia, recomeçar, se esforçar através da oração, da entrega a Deus para, a cada dia, conhecer a Sua vontade.

Deus abençoe você!

Comentários