18 Jul 2016

Deixemos toda maldade de lado

Precisamos deixar a maldade de lado, parar de adulterar as Leis e viver a retidão de vida

Uma geração má e adúltera busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal do profeta Jonas” (Mateus 12, 39).

 

Jesus está condenando a geração de Sua época por ser uma geração de maldades e adultérios. Se olharmos para a nossa geração de hoje, não é diferente. Graças a Deus, assim como na época de Jesus haviam muitas pessoas boas e santas que buscavam a Deus, hoje há também muitas pessoas que buscam por ele.

Se olharmos para o nosso mundo, veremos que é repleto de maldade e perversidade. Não é só o ‘mundão’ não. Muitas vezes, trazemos a perversidade do mundo, o adultério para dentro de nossas igrejas, casas e famílias.

O principal adultério é quando adulteramos a Palavra de Deus, aquilo que conhecemos como vontade d’Ele, e vivemos do nosso jeito. Não foi isso que Ele quis dizer! Não seja tão radical, não estou falando aqui dos extremismos nem de um lado nem de outro. Estou falando do relativismo que, muitas vezes, queremos viver em nossa vida. Aquela maneira, aquele “jeitinho” que inventamos de pular as coisas e achar que está tudo bem com a nossa consciência.

O pior adultério que podemos cometer é contra nossa própria consciência, é retirá-la da retidão do que é correto e nos acostumarmos a fazer o que é errado como se fosse certo. Vivemos, infelizmente, numa sociedade corrompida e corroída por esse mal!

Não fique pensando que isso é mal de políticos apenas. Eles são espelhos de uma sociedade que se acostumou a viver assim. Não queremos saber de obedecer as leis de trânsito, damos “nosso jeito” de burlar, de não viver o que é para ser feito. Damos um jeito de passar por cima das coisas mais simples da vida e, simplesmente, na nossa consciência está tudo certo: “O importante é que deu certo!”.  É maldade, é adultério!

Eu sei que, na compreensão de alguns, ‘adulterar’ é apenas quando alguém trai sua esposa ou esposo. Essa é também uma forma dura de adultério, mas todo aquele que muda e burla a Lei de Deus, as leis humanas está adulterando.

Deus não tem outro sinal a nos dar senão o mesmo que deu a Jonas: primeiro, chamou todo o povo à penitência e à conversão, a rever a postura e a própria vida.

Se não colocarmos a nossa barba de molho, se, de fato, não penitenciarmos o nosso coração e nossa mente e não revermos a nossa vida, não adiantará ficarmos esperando milagre do céu. Deus já nos deu sinais demais, já nos mostrou que o caminho é a conversão e a penitência. Ele já nos mostrou, por Jonas e por tantos outros profetas de Seu tempo e dos tempos de hoje, que precisamos deixar a maldade parar de adulterar as Leis e vivermos a retidão de vida.

Deus abençoe você!

 


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Dezembro

31%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.