17 Oct 2017

Cuidemos sempre do nosso interior

Não podemos deixar de cuidar do essencial, do mais importante, que é nosso interior, nosso coração

“O Senhor disse ao fariseu: ‘Vós fariseus, limpais o copo e o prato por fora, mas o vosso interior está cheio de roubos e maldades. Insensatos!’” (Lucas 11,39-40).

Não há insensatez maior do que cuidarmos das coisas externas, limparmos nossa casa, nossas coisas, cumprirmos nossos compromissos e responsabilidades, mas deixarmos de cuidar do essencial, do mais importante, que é o nosso interior, nosso coração.

Algumas pessoas têm mania de excesso de limpeza. Elas limpam a casa não sei quantas vezes, tomam banho não sei quantas vezes ao dia. Cada um cuida de si como acha que tem de cuidar; e não sou quem tenho de determinar quantos banhos temos que tomar, quantas vezes temos que limpar a nossa casa. Apenas percebo que, às vezes, o zelo com o interior e o coração não são o mesmo.

Você olha para a pessoa limpinha, bonitinha, arrumadinha, fofinha, mas, quando ela abre a boca, o coração está cheio de maldades, porque a boca fala do que o coração está cheio. Quando a pessoa começa a falar mal dos outros, começa a colocar para fora ressentimentos, mágoas e tantas coisas tristes. Ela está cheia de bombas no coração!

Às vezes, eu paro para conversar com indigentes na rua, paro para falar com pessoas que ninguém dá valor. Essas pessoas transmitem tantas coisas boas, passam tanta pureza para o nosso coração! Elas não falam mal de ninguém, estão pedindo apenas uma chance para viver e assim por diante.

Não se deixe enganar, porque as aparências, muitas vezes, enganam. Não é quem está bem vestido, quem usa terno e gravata, quem usa o melhor vestido, que tem o melhor dentro do coração. Não nos enganemos, não gastemos nossas energias, nosso dinheiro, aquilo que podemos para aparentar aos outros.

Somos a sociedade das aparências, e as pessoas gostam de viver de aparências! Elas gastam o que não têm, para ter a melhor roupa, o melhor vestido. Gastam o que não podem, desgastam-se para aparentar bem. Nada contra isso, mas há muitas mulheres que passam horas no salão fazendo tratamento de pele, de rugas, tratamento disso e daquilo, fazem modelagem no corpo… Mas e o coração, como fica? A alma? As maldades que estão dentro de nós? E as fofocas e intrigas? As perversidades? As más inclinações?

Se nos aplicássemos com maior determinação para cuidar do coração, a nossa aparência seria consequência daquilo que cuidamos do nosso interior. Não sejamos insensatos, porque toda aplicação que fazemos no corpo vai depois para debaixo da terra. No entanto, toda aplicação que fazemos no coração vai para a eternidade.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Novembro

37%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários