01 maio 2017

Contemos com a intercessão de São José

Contemos com a intercessão de São José, para que o nosso trabalho edifique o mundo

“Não é ele o filho do carpinteiro?” (Mateus 13, 55).

Com muita alegria celebramos, hoje, no primeiro dia do mês de maio, São José Operário. O pai de Jesus é carpinteiro, trabalhador, operário. Por isso, no mundo inteiro, quando celebramos o Dia do Trabalho, temos um modelo, um referencial, que é José trabalhador!

O trabalho edifica, enobrece e dá ao homem mais dignidade. A dignidade humana é enaltecida na capacidade de trabalhar. O primeiro modelo, o referencial de trabalho que temos é o próprio Deus.

Na Primeira Leitura da Missa de hoje, segundo Gênesis, acompanhamos o Pai trabalhador, que criou todas as coisas com muito amor e ternura. Deus estava fazendo a obra da criação. Quando andamos pelos lugares, pela natureza, podemos contemplar a perfeição da Sua criação!

Hoje, queremos nos espelhar em Deus nosso Pai. Jesus vai nos recordar no Seu Evangelho: “O meu pai trabalha e eu trabalho também”. O Pai é trabalhador, o Filho trabalhou durante toda a sua vida aqui na Terra, e teve como modelo de trabalho manual Seu pai José, que era um carpinteiro. Jesus, ainda menino, trabalhou com Seu pai na carpintaria.

Não posso imaginar ninguém sem trabalhar, não posso imaginar ninguém sem se empenhar em usar os dons e talentos para construir, edificar e fazer com que o mundo seja melhor. É nossa contribuição que damos ao mundo. Ao trabalharmos, estamos edificando, transformando o mundo e a sociedade. Por isso, todo trabalho feito com dignidade é abençoado por Deus. É o meio de nos santificarmos e santificar o mundo com aquilo que fazemos.

Enfrentamos, muitas vezes, realidades muito duras no mundo do trabalho. Penso que a principal seja o desemprego. Milhões de filhos de Deus, por esse mundo afora, estão desempregados, não conseguem um trabalho digno para custear a sua casa, sua família e seus filhos.

Isso é uma agressão ao próprio Deus, à natureza humana. Por isso, as nossas preces de hoje se voltam também para tantos trabalhadores que precisam trabalhar, mas não têm essa graça, também pelas oportunidades de trabalho e assim por diante.

O que não podemos, de forma nenhuma, é ficarmos desocupados. Não podemos nos entregar ao desalento, ao desânimo, porque não temos esse ou aquele trabalho. Trabalhando em casa, na rua, na igreja ou em qualquer lugar, precisamos colocar para fora os dons que temos! Porque faz mal à natureza humana, à capacidade humana ficarmos inertes, paralisados, virarmos parasitas e não trabalharmos.

Deus abençoe você, irmão e irmã, que coloca a mão na massa, você que tem multiplicado os dons e os talentos que Deus lhe deu para o trabalho. Deus abençoe os trabalhadores do mundo inteiro. Que tenham, hoje, em São José, uma inspiração, um incentivo. Contemos com a intercessão dele para que o nosso trabalho edifique o mundo, santifique-nos e santifique todos que estão ao nosso lado.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários