16 ago 2015

Como Maria, sejamos dignos de estar na glória de Deus

Devemos colaborar com os desígnios de Deus e nos esforçar para viver a santidade para que, assim como Maria, a primeira eleita, sejamos dignos de um dia estar também na glória de Deus.

Então apareceu no céu um grande sinal: uma Mulher vestida de sol, tendo a lua debaixo dos pés e sobre a cabeça uma coroa de doze estrelas” (Ap 12,1).

 

Nós hoje celebramos a grande Solenidade da Assunção de Nossa Senhora. Nós hoje reconhecemos e professamos que Maria – após uma vida santa e bem-aventurada aqui na terra, ela que foi concebida sem pecado e viveu uma vida sem pecado e morreu sem ter experimentado o pecado e, em estado da graça de Deus, cujo corpo não se corrompeu e não se manchou – foi preservada e se preservou para Deus. Por isso Nossa Senhora foi digna de ser assunta [ao céu] de forma corpórea para estar na presença de Deus.

Essa é uma realidade que viveremos em nossa vida se formos considerados dignos na eternidade, na ressurreição final. Maria já foi assunta, assumida e colocada no céu como a primeira eleita, escolhida como aquela que colaborou plenamente de corpo, alma e espírito com os desígnios de Deus. Por isso Nossa Senhora foi digna de tão grande graça e digna de tamanha glória [ser assunta ao céu].

Quando olhamos para a Virgem Maria assunta ao céu, o primeiro sentimento que vem ao nosso coração deve ser o sentimento de santidade. Deus tem um prêmio, Deus tem uma coroa aos santos, aos justos, aos honestos e àqueles que não se deixam envolver pela corrupção deste mundo, porque este corrompe a nossa cabeça, o nosso coração e também o nosso corpo.

Nós não nos entregamos às paixões nem às devassidões deste mundo para que sejamos preservados para Deus. E isso vale para a nossa mente, para nossos pensamentos e para tudo aquilo que temos dentro de nós. Isso vale para o nosso coração, para os afetos da nossa alma e para as paixões que, muitas vezes, nos envolvem. É importante não nos corrompermos e nos preservarmos.

A graça que o batismo concedeu a nós foi justamente esta: se não nascemos imaculados, o batismo lava a marca do pecado que há em nós. E se nos sujamos na caminhada, é preciso nos lavar, nos purificar e nos renovar. E é isso que o sacramento da confissão realiza em nossa alma: torna a nossa alma pura e sem mácula para que ela seja digna da glória futura.

Da nossa parte deve haver a colaboração e o esforço para que, assim como Maria, a primeira eleita, sejamos dignos de um dia estar também na glória de Deus!

Olhemos para a Virgem Maria! Ela é para nós um sinal de esperança e confiança de que aquele que serve a Deus, aquele que se dispõe a viver a vontade d’Ele é cuidado, preservado, salvo e glorificado pelo Senhor.

Olhamos, hoje, para Maria, assunta e glorificada no céu, e queremos um dia também com ela estar. Mãe de Deus, Senhora nossa, Maria assunta ao céu, rogai também por nós para que sejamos preservados de todos os pecados e nos conservemos santos. E para que lutemos pela nossa santidade, pela santidade da nossa alma, do nosso corpo, do nosso espírito e da nossa mente para que, um dia, inteiros, estejamos com a Senhora na glória de Deus. Amém!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários

Outubro

51%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários