31 out 2015

Busquemos o serviço e a doação ao próximo

A lógica de Deus é não buscarmos o primeiro lugar, sermos os mais importantes e mais lembrados. A lógica de Deus é saber ceder para que o outro seja exaltado, lembrado, para que ele seja mais querido

“Porque quem se eleva será humilhado e quem se humilha será elevado” (Lucas 14, 11).

Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus e observava o comportamento dos convidados. Naquele banquete onde se fazia presente, como em tantos outros, as pessoas faziam questão de ocupar os primeiros lugares para serem melhor servidas, para poderem comer da parte melhor do que era servido e assim por diante.

Se observarmos, muitas vezes, o nosso cotidiano é assim também, nós gostamos dos primeiros lugares, de sermos servidos, reverenciados e que os melhores lugares sejam também guardados e reservados a nós.

Observa-se, da parte de alguns, até a falta de educação ou a indelicadeza, pois não prestam atenção nas pessoa mais velhas, nos doente, enfermos ou se outros estão necessitados. Olha-se, muitas vezes, onde vai servir a comida. Os primeiros chegam e servem-se, enchem seus pratos e não se interessam por quem vem depois. As pessoas querem satisfazer o seu “eu”, o seu ego, o “eu” em primeiro lugar. “O  importante é que eu comi! O importante é que me servi! O importante é que fui lembrado! O importante é que consegui!”.

A sociedade em que vivemos é a sociedade da competição, onde vale quem pode mais, quem consegue mais, quem ocupa os primeiros lugares. Jesus veio para mostrar que em Seu Reino não é assim! No Reino de Deus, a lógica é ter a capacidade de ceder o lugar para o outro, não pegar o melhor pedaço para si e deixar o pior para o outro, servir algo que era bom para nós ao outro.

A lógica de Deus é não buscarmos o primeiro lugar, sermos os mais importante e mais lembrados. A lógica do Senhor é saber ceder para que o outro seja exaltado, lembrado e mais querido.

O mais importante é sabermos que temos um lugar no coração de Deus, que este lugar é só nosso e ninguém pode nos tirar. O importante é sabermos proporcionar o bem para o outro, fazer com que se sinta bem com aquilo que elevamos a ele.

Por isso, a mística do Reino de Deus é nunca jogarmos confete, flores ou reconhecimento para nós. O esquecimento, o não ser lembrado ou, muitas vezes, até ser preterido faz de nós preferidos por Deus e Seu coração!

Deus abençoe você!

Comentários