23 out 2016

Aproximemo-nos de Deus com humildade

Precisamos viver cada dia com simplicidade e humildade, louvando, agradecendo, reconhecendo e entregando tudo a Deus

“Jesus contou esta parábola para alguns que confiavam na sua própria justiça e desprezavam os outros” (Lucas 18, 9).

A verdade, meus irmãos, é que confiamos muito em nós, confiamos na nossa justiça, naquilo que nós fazemos, nos nossos dons e talentos. É como dizem por aí: “Eu me garanto!”.

Quem de nós se garante? Quem de nós pode dizer que dá conta disso e daquilo? Quem de nós pode dizer que estará vivo amanhã ou depois? Quem de nós, por mais que tenha vantagem, por mais que tenha isso e aquilo, pode garantir que nessa vida conseguirá isso ou aquilo?

Está aí uma terrível tentação: a soberba, a vaidade e a tentação de confiar nas próprias forças. Isso acontece, inclusive, no mundo espiritual, na nossa relação com Deus, na nossa maneira de orarmos e de demonstrarmos a nossa fé.

Muitas vezes, tornamo-nos pessoas soberbas e orgulhosas até na oração que fazemos. Sentimo-nos melhores, mais santos, mais virtuosos, mais amigos de Deus e mais próximos d’Ele. Sentimo-nos donos da Palavra de Deus.

Por isso Jesus, de forma muito categórica, mostra-nos qual é o coração que agrada a Deus!

O fariseu e o publicano subiram ao templo para rezar. Veja, o fariseu logo mostra a sua postura de soberba, se compara ao outro, dizendo: “Não, eu não faço como ele! Eu pratico a minha justiça, dou a minha esmola, faço o meu jejum, reconhecendo as minhas vaidades humanas.”.

Porque tudo o que fazemos de bom, tudo o que realizamos em matéria de fé, não é para nos tornarmos melhores que os outros, vai nos lembrar Jesus que não fazemos mais do que nossa obrigação.

Do outro lado, está o publicano tido e reconhecido como pecador. Ele se aproxima de Deus com contrição, com humildade, humilhando-se por causa de seus pecados, reconhecendo a miséria de homem que é, confessando a Deus ser um grande pecador.

Qual dos dois saiu mais justificado? Aquele que se humilhou diante da presença de Deus! A verdade é que quem se humilha, será exaltado, mas quem se exalta é humilhado, porque não chega a lugar nenhum, principalmente, no coração de Deus. Em outras palavras: nada mais é agradável a Deus do que a humildade de coração!

A soberba vai nos rodeando de um lado e de outro, tentando nos fazer autossuficientes, incapazes e melhores que as outras pessoas.

A primeira coisa: nunca se sinta melhor do que ninguém, nunca se coloque na postura de que você conseguiu isso mais do que alguém. O que você conseguiu hoje, pode ser que amanhã não tenha mais. O que você conta hoje como vantagem, amanhã poderá ser desvantagem. Aquilo que hoje você admira, as coisas que você tem, os talentos que você é capaz, não sabe nem como estará amanhã.

Por isso, viver cada dia com simplicidade e humildade, louvando e agradecendo, reconhecendo, entregando tudo a Deus e reconhecendo os nossos pecados, é o remédio e o segredo para caminharmos nas trilhas do Senhor em direção aos céus!
Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Outubro

53%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários