18 abr 2013

Alimentar-se de Jesus é ter vida

O Mestre insiste: “Eu sou o Pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo”.

Estamos diante da continuação do longo discurso sobre o pão, pronunciado após a partilha dos pães com a multidão, na montanha. Um dos aspectos que Jesus vem salientando é que a iniciativa da salvação vem do Pai. Ninguém se faz discípulo de Jesus se não for designado por Deus, Seu Pai. Todo aquele escuta a Sua palavra e procura fazer a vontade do Pai que O enviou, é introduzido na vida que nunca mais terá fim. Visto que, aqui, está o Pão que desce do céu; e quem comer desse Pão nunca morrerá.

Nos nossos dias, alimentar-se de Jesus é ter vida, é contemplá-Lo e seguir Seus passos. No serviço, na fraternidade e na solidariedade social, na busca da justiça e da paz, entra-se em comunhão de vida eterna com Jesus.

Deixemo-nos tocar pelo convite que Jesus: “Vinde convidados do meu Pai, a mesa está posta. Vinde!” Participemos plena, consciente e ativamente; comamos e bebamos o Corpo e o Sangue de Jesus.

Padre Bantu Mendonça

Comentários