21 Sep 2015

A salvação de Jesus precisa entrar em nossa vida

Não é preciso apenas dizer ao mundo que Jesus é o Salvador, mas a salvação de Jesus precisa entrar em nossa vida. E a salvação entra quando somos convencidos do pecado que temos.

Aprendei, pois, o que significa: ‘Quero misericórdia e não sacrifício’” (Mateus 9, 13).

Celebramos, hoje, a Festa do apóstolo São Mateus. E a vida dele [Mateus] tem muito a nos ensinar! Ele era um cobrador de impostos, um pecador público que era desonesto naquilo que fazia. E por isto, não era visto com bons olhos por ninguém. Alguns até o odiavam como se odeia quem vem cobrar impostos ou qualquer coisa de nós.

O fato de cobrar impostos não era o problema, porque era a sua obrigação, mas era a forma dura, desonesta, injusta com que essas cobranças eram feitas. A Palavra de Deus chegou ao coração de Mateus e o convenceu. Primeiro, da desonestidade, daquilo que não estava correto em sua vida.

E uma vez que foi convencido, sentiu-se amado e acolhido. Porque, a Palavra de Deus não jogou nada em sua cara, não o incriminou, pelo contrário, tratou do mal do seu coração. E por este motivo, ele mudou de vida, deixou-se ser iluminado pela Palavra e tornou-se um seguidor de Cristo.

Quando a Palavra de Deus vem ao nosso encontro, vem para iluminar as trevas da nossa alma, para nos mostrar que muito do que fazemos, nossas atitudes, nossas escolhas não estão no caminho da luz.

A Palavra de Deus nos convence dos pecados, dos erros, das injustiças que estamos cometendo. É preciso deixar, a cada dia, ser iluminado e conduzido pela Palavra libertadora e salvadora de Jesus! Não é preciso apenas dizer ao mundo que Jesus é o Salvador, mas a salvação de Jesus precisa entrar em nossa vida. E a salvação entra quando somos convencidos do pecado que temos.

Mateus abraçou a salvação quando se deixou ser iluminado por Aquele que é a salvação e a luz do mundo. Seguir Jesus é ser iluminado, conduzido pela Sua Palavra, ser convencido de que o pecado não nos faz bem; que nos destrói, nos tira do caminho de Deus, da verdade; que o pecado faz mal a nós e aos outros.

O Senhor quer de nós não simplesmente o sacrifício, porque o sacrifício por sacrifício não produz nada. Às vezes, as pessoas fazem longas penitências, caminham para lá e para cá, isso tem seu fruto, seu valor. Mas, o mais importante deste sacrifício, de não comer, de não beber, de fazer isso e aquilo é viver a misericórdia. Misericórdia de Deus na nossa vida, ser abrasado por essa misericórdia que nos convence da miséria, do pecador que somos e nos levanta do estado em que nos encontramos.

Depois, a misericórdia para com os pecadores, porque muitos não quiseram aceitar Mateus, mas o coração misericordioso de Jesus o acolheu, o salvou e o transformou. Só iremos mudar o mundo se formos abrasados pelo coração misericordioso de Jesus Cristo!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Dezembro

43%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.