21 ago 2013

A inveja é um mal a ser combatido

A inveja causa tristeza em nós, gera dentro de nós sentimentos negativos. Começamos a querer o mal do outro, a falar mal dele. A inveja é um mal a ser combatido.

“Então o patrão disse: ‘Por acaso não tenho o direito de fazer o que quero com aquilo que me pertence? Ou estás com inveja, porque estou sendo bom?’ Assim, os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos” (Mt 20,15-16a).

Veja as parábolas que Jesus nos conta sobre os trabalhadores da vinha, na qual o proprietário mesmo paga para seus trabalhadores um salário igual, tanto para o que começou a trabalhar cedo quanto para aquele que veio no meio do dia e para aquele outro que veio no final da tarde. Olhando assim, o que chegou no final do dia foi mais favorecido do que aquele que começou a trabalhar cedo.

A pergunta é: O senhor da messe, proprietário ou administrador, foi injusto com alguém? Óbvio que não, pois ele pagou a cada um aquilo que havia combinado com eles. No entanto, se ele resolveu ser mais generoso, nós não podemos ter inveja da generosidade dele, mas nos conformarmos em receber aquilo que nos foi prometido, aquilo que foi combinado.

O senhor resolveu ser generoso e dar um carinho igual a todos. Nos critérios humanos, isso se chama injustiça, mas nos critérios de Deus se chama bondade e misericórdia.

Infelizmente, nós temos um coração movido pela inveja. Se nós não ficássemos sabendo que aquele homem ganhou o mesmo tanto, talvez nem nos importássemos com isso. Mas quando sabemos que alguém recebeu uma gratificação, um elogio, uma bênção ou uma graça, ao invés de nos alegrarmos com o bem do outro, nós nos entristecemos. Aí está o mal.

A inveja causa tristeza em nós, gera dentro de nós sentimentos negativos. Começamos a querer o mal do outro, a falar mal dele. A inveja é um mal a ser combatido.

Que a misericórdia de Deus possa chegar a todos os corações. E não importa o tamanho da generosidade, o que importa é que o Pai sabe o carinho, o amor, o afeto que cada um dos Seus filhos merecem. E se há pessoas que chegam no Reino dos Céus depois de nós, não há problema. O que nós não podemos é deixar que a inveja mate a graça de Deus que está em nós.

A inveja é maligna, destrói o Reino de Deus em nós. Que nós possamos combatê-la com toda a força do nosso coração.

Deus abençoe você!

:: Ouça esta reflexão no Canal Pod Homilia

Comentários