23 abr 2014

Precisamos tomar posse da presença de Jesus no meio de nós

Nós precisamos tomar posse desta verdade: da presença de Jesus no meio de nós. Tudo que as pessoas e o mundo de hoje precisam é se encontrarem com Jesus! 

”Pedro então lhe disse: ‘Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho eu te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda!”’ (Apóstolos 3,6).

 

Estamos, hoje, contemplando os apóstolos de Jesus, atemorizados e tristes porque tinham perdido o Senhor, os quais, ao se encontrarem com Jesus vivo e ressuscitado, foram tomados de um novo vigor e de um novo ânimo. Estavam anunciando nas sinagogas, estavam anunciando por todos os lados que Jesus estava vivo e mais do que isso: estavam levando a presença de Jesus por onde andavam.

Pedro e João encontram, então, no pórtico do templo, por volta das três da tarde, aquele homem coxo, que estava ali implorando que fizessem algo por ele. “Os dois olharam bem para ele e Pedro disse: ‘Olha para nós!’ O homem fitou neles o olhar, esperando receber alguma coisa. Pedro então lhe disse: “Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho eu te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda!’” (Apóstolos 3, 4-6).

O que eles tinham? A fé em Jesus, eles tinham a convicção em Jesus, eles tinham Jesus como o tesouro da vida deles, por isso dizeram ao homem: “Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda!” (cf. Apóstolos 3, 6). E pegando-lhe a mão direita, daquela hora em diante, aquele homem ficou com os tornozelos firmes e pôde andar de um lado para o outro, dando pulos de alegria, de ânimo, porque tinha acabado de ser curado.

Nós precisamos tomar posse dessa verdade, nós precisamos tomar posse de Jesus vivo, nós precisamos tomar posse da presença de Jesus no meio de nós e agir em nome d’Ele. Sabem, meus irmãos, a nossa autoridade não deve se basear naquilo que nós temos, naquilo que somos, nos cargos que nós ocupamos, nas coisas que fazemos por Deus ou na Igreja. Não, nada disso! Pois, muitas vezes, nós nos prostramos diante das autoridades – ter respeito por elas, tudo bem! Mas, não existe autoridade maior do que a autoridade de Nosso Senhor Jesus Cristo, a autoridade do nome d’Ele, falar em nome d’Ele, agir em nome d’Ele.

Mas não se pode fazer mau uso desse nome. Quando nós agimos em Jesus, nós levamos a vida em nome d’Ele; quando a nossa vida corresponde àquilo que Jesus pregou, quando a nossa vida corresponde à fé nesse mesmo Jesus vivo e Ressuscitado, nós temos autoridade para agir no nome d’Ele.

Deixe-me dizer uma coisa a você: Tudo que as pessoas e o mundo de hoje precisam é se encontrarem com Jesus, é ter um encontro vivo e pessoal com Ele! E para que isso aconteça, os discípulos d’Ele, aqueles que creem n’Ele, precisam levá-Lo às pessoas! Que nós sejamos testemunhas vivas de que Jesus está no meio de nós!

Uma feliz e santa Páscoa para você!

 

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Facebook Twitter

Comentários

comentário(s)

↑ topo