30 maio 2017

Somos chamados a viver a eternidade

As sementes da eternidade estão no meio de nós

Ora, a vida eterna é esta: que eles te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e àquele que tu enviaste, Jesus Cristo” (João 17,3).

Somos chamados a viver a vida eterna, somos chamados à eternidade aqui e agora, no que vivemos e fazemos. As sementes da eternidade estão no meio de nós, o Reino eterno que Jesus conquistou para nós está no meio de nós.

Como eu faço para viver a vida eterna? Como eu faço para entrar na vida eterna? Primeiro, é preciso conhecer e amar o único Deus verdadeiro, pois não há outro! Não podemos nos prostrar nem nos voltar para nenhum outro Deus. E eu me refiro ao nosso Pai, Criador de todas as coisas, porque muitas outras coisas assumem o lugar d’Ele em nossa vida; e são justamente as coisas terrenas, mundanas, que circulam neste mundo no qual vivemos, e, infelizmente, nos rendemos, prostramo-nos diante dessas coisas e pessoas.

Viver a vida eterna é render-se ao nosso único Deus verdadeiro; e ter a vida eterna é reconhecer que Deus é nosso Pai, é voltar-se unicamente a Ele. Ninguém mais e coisa nenhuma, nessa vida, pode ocupar nossa mente, nossos pensamentos e sentimentos; e nenhum outro amor podemos devotar a ninguém, a não ser esse amor que cabe somente a Ele.

Reconhecendo o Senhor como único Deus verdadeiro e Aquele que nos enviou Jesus Cristo, Nosso Senhor e Salvador, prostramo-nos diante d’Ele, invocando o Seu santo nome, proclamando que Ele é o nosso único Senhor, que somos introduzidos na vida eterna e ela entra em nós.

Começamos a viver a dimensão da eternidade quando priorizamos, focamos a nossa vida no amor a Deus sobre todas as coisas.

Que nosso Deus nos abençoe!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários