05 Jul 2021

Sejamos ousados ao manifestarmos a nossa fé

“Um chefe aproximou-se, inclinou-se profundamente diante dele, e disse: ‘Minha filha acaba de morrer. Mas vem, impõe tua mão sobre ela e ela viverá’” (Mateus 9,18).

O chefe da sinagoga, que sabemos que é Jairo, viu a sua filha praticamente morta em seus braços, e ele, como chefe da sinagoga, não podia fazer nada por ela. Mas ele sabia que Jesus podia dar vida à sua filha. É por isso que ele vai atrás de Jesus, é por isso que ele corre atrás de Jesus e diz: “Vem, impõe tua mão sobre ela e ela voltará à vida, ela viverá”. 

A fé de Jairo é a fé que eu desejo para todos os pais, porque nós, mais do que nunca, precisamos de fé para criar nossos filhos, para dar vida aos nossos filhos. Porque você pode dar tudo o que for de material para os seus, do bom e do melhor, mas o que os nossos precisam é da vida.

Aqui é vida em Deus, vida sublime, vida plena, porque a vida humana tem se tornado perecível; os nossos filhos têm morrido espiritualmente, antes mesmo da morte física; os nossos filhos têm morrido até para o sentido da vida, porque o mundo tem roubado a vida dos nossos. Precisamos implorar pela vida dos nossos filhos, invocar a cada dia a bênção de Deus sobre os nossos filhos, para que esse mundo não roube-os, para que esse mundo não tire a vida deles.

Que a fé nos cure e nos tire os fardos pesados que carregamos sobre nós

Ore papai, ore mamãe pela sua criança que está doente e enferma, mas ore pela sua criança em tudo e quanto estágio da sua vida, porque seu filho vai ser sempre uma criança para você, mesmo se tornando um adulto. Ore para a sua criança já no ventre da sua mãe, ore para que Jesus esteja com ela em todas as fases do seu crescimento, ore para que a fé seja o grande sustento e alimento na educação, na criação, na formação dos nossos. Para que a vida não seja roubada, para que a vida não lhe seja tirada. Supliquemos a Jesus pela vida dos nossos.

Na ousadia, manifestemos a nossa fé, porque foi ousadia que teve aquela mulher que sofria de uma hemorragia crônica há tantos anos, e ninguém podia fazer nada por ela, nem os médicos nem os profissionais todos que ela recorreu com o dinheiro que tinha. Ela precisava ser tocada pela graça.

Nós, muitas vezes, sofremos de paralisias, de doenças, enfermidades, inclusive, enfermidades mentais e emocionais há tantos anos da nossa vida e gastamos com remédios, com tratamentos… Enfim, temos que correr atrás, temos que cuidar da nossa saúde, mas nos falta, muitas vezes, uma atitude de fé.

Quando aquela mulher foi para Jesus, ela jogou em cima d’Ele aquele mal que a fazia sofrer tantos anos. Estamos carregando, às vezes, fardos pesados, estamos carregando ressentimentos, mágoas, rancores, traumas a vida inteira, e Deus não nos quer com fardos pesados porque o fardo de Jesus é leve.

Joguemos, como essa mulher jogou com toda a fé do seu coração, aquilo que mais lhe pesava. “Minha filha, a tua fé te curou”. 

Meu filho, minha filha, que a fé nos cure e nos tire os fardos pesados que carregamos sobre nós.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.