09 Oct 2020

A graça de Deus expulsa o mal da nossa vida

“Quando o espírito mau sai de um homem, fica vagando em lugares desertos, à procura de repouso; não o encontrando, ele diz: ‘Vou voltar para minha casa de onde saí’” (Lucas 11,24).

A Palavra de Deus, que vem hoje ao nosso encontro, coloca-nos diante das realidades importantes da nossa vida espiritual. A primeira delas é que os espíritos maus precisam sair de nós, precisamos realmente expulsá-los da nossa vida. E Jesus veio está no meio de nós para isto: para que os espíritos malignos não estejam dominando, agindo e tomando conta da nossa vida.

Sabemos que são muitos espíritos maus que pervadem a nossa vida, incitando-nos a ter maus pensamentos, maus sentimentos e a brigarmos uns com os outros. O Espírito da ofensa, da fofoca, da calúnia, da ira, da raiva, do medo. E de todos esses espíritos ou de todos os males o Senhor quer nos libertar. Permitamos que Ele nos liberte porque todas as vezes que nos aproximamos do Senhor, Ele nos liberta do mal.

Aquela acusação que querem fazer a Jesus, se é por príncipe de Belzebu ou príncipe dos demônios, que Ele expulsa os demônios e não pode o mal expulsar o mal, não pode uma casa dividida persistir de forma alguma, porque todo o Reino dividido, toda a casa dividida será destruída.

Então, o mal não expulsa o mal, quem expulsa o mal é a graça de Deus, a força do bem que vem do coração do Senhor nosso Deus. Portanto, não podemos servir o bem e o mal, não podemos estar misturados, uma hora sermos bons e outra hora sermos maus. Não podemos ficar falando bem, anunciando o Reino de Deus e fazendo mal aos outros, porque isso mostra uma vida dividida, um coração dividido e, com certeza, é um coração que se arruína.

Quem expulsa o mal é a graça de Deus, a força do bem que vem do coração do Senhor nosso Deus

Quando um espírito mau sai de um homem, sai da nossa vida, ele vai ficar vagando, vai ficar por aí, à espreita do primeiro momento em que encontrar essa casa vazia para fazer a festa e fazer a nossa situação de vida ficar pior.

Já vi muitas pessoas recuperadas de drogas, de álcool, de vícios, já vi muitas pessoas libertas do adultério, já vi muitas libertações, graças a Deus; mas preciso dizer que vi muitas pessoas voltarem depois e ficarem pior. Já vi pessoas que ficaram sóbrias, tempos bons sem beber, mas depois cederam e, quando caíram, caíram de forma pior.

Se temos uma fraqueza, essa fraqueza está aberta em nós, não podemos relaxar de forma alguma. Deus nos libertou hoje, nos liberta amanhã, mas se vacilarmos, se já nos acharmos prontos, vamos cair e podemos cair muito pior do que antes.

É preciso ter a firmeza, a convicção e não se voltar para o antigo vômito, não ficarmos vazios. É por isso que precisamos nos preencher todos os dias da graça de Deus. Ninguém está pronto, ninguém pode dizer que não vai cair, ninguém pode dizer que não vai cometer isso e aquilo, porque precisamos nos preencher de Deus, e se não nos preenchermos e a casa ficar vazia, os demônios voltarão para fazer a festa com essa casa que está vazia.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.