02 mar 2016

Os mandamentos de Deus são espelhos para nossa alma

Os mandamentos da lei de Deus são espelhos para o mundo e para nossa própria alma

“Portanto, quem desobedecer a um só destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus” (Mt 5, 19).

Amados irmãos e irmãs, por menor que seja este ou aquele mandamento – embora sejamos nós quem os diminuímos, considerando que este ou aquele é maior, mais importante –, eles se resumem em um só, no amor acima de todas as coisas, no amor a Deus e ao próximo.

Por isso, quem ama procura não negligenciar nem distorcer o amor; procura não ferir o amado. Quando o amor é verdadeiro, é intenso, procuramos de todas as formas guardá-lo em nosso coração. Não considere nenhum mandamento menos importante: “Eu sou muito bom, sou fiel a Deus em tudo! Eu só não consigo deixar de fazer isso ou aquilo!”. Uma coisa é reconhecermos nossa fraqueza e nosso limite, outra coisa é considerarmos que é normal fazer aquilo que não é normal.

Uma coisa é dizermos: “Não, não tem problema! Você pode fazer isso, porque nas outras coisas você já é bom!”. Você pode reconhecer: “Eu tenho dificuldade, tenho essa fraqueza, mas estou me esforçando, lutando para mudar. Mesmo caindo, eu me levanto e começo de novo. Só não posso transformar o meu pecado em algo normal e querer convencer o outro, ensinar-lhe que não há problema em fazer isso ou aquilo que é errado.

Desculpe dizer a você, mas roubar é roubar, furtar é furtar. Não existe corrupção apenas para quem é grande e poderoso. “Eu faço coisas pequenas. Qual é o problema?”. Não! O roubo do outro é grande e merece punição pelo tamanho da negligência que ele praticou, mas as pequenas coisas que fazemos, não podem ser desconsideradas: “Ah, tem gente que faz coisa pior! Ah, eu não faço isso ou aquilo!”.

Para crescer na virtude, não podemos reparar a vida dos outros, mas sim a nossa própria vida. Os mandamentos da Lei de Deus são espelhos para o mundo, para nossa própria alma e coração. Então, eu preciso olhar para esse espelho e reconhecer-me.

Ir à profundidade da alma é reconhecer onde falhamos, mas nunca nos comparando aos outros, nunca dizendo: “Eu nunca fiz isso! Eu não faço aquilo!”. Precisamos reconhecer onde não colocamos em prática os mandamentos do Senhor, pois eles são leis da vida, são vida para nossa vida.

O Senhor não veio abolir as leis nem os mandamentos, mas para os potencializar, levá-los à plenitude, a fim de que, ao vivenciarmos os mandamentos, nossa vida seja abençoada, seja de acordo com a vontade de Deus. Que não negligenciemos os mandamentos nem ensinemos aos outros a pratica do que é errado.

Deus abençoe você!

Veja a reflexão do dia de hoje:

 

repensando-a-vida

Adquira em nossa Loja Virtual o livro de Padre Roger


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Outubro

51%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários