09 Nov 2019

Tenhamos zelo pela casa do Senhor

“Fez então um chicote de cordas e expulsou todos do Templo, junto com as ovelhas e os bois; espalhou as moedas e derrubou as mesas dos cambistas” (João 2,15).

Veja o zelo de Jesus pela “casa” do Seu Pai; zelo que levou-O a expulsar do templo aquilo que estava transformando o templo numa casa de comércio e negócios, estavam bagunçando a “casa” de Deus em favor dos seus interesses.

Hoje, temos a alegria de celebrar a Dedicação da Basílica de São João de Latrão, em Roma. Ela é a Catedral da Igreja de Roma, e a Igreja de Roma é a nossa Igreja Mãe.

Celebrando essa Igreja, templo, que está em Roma, estamos hoje celebrando todas as igrejas, capelas, oratórios que são, na verdade, lugares da presença de Deus, onde, acima de qualquer coisa, é a graça de Deus que precisa ser comunicada e buscada.

Olhando para o próprio exemplo das basílicas que estão em Roma, como São João de Latrão, vemos que, muitas vezes, os lugares em nossas igrejas, que é o lugar da presença de Deus, se transformam apenas em lugares turísticos por força daqueles que vão lá. Quando vamos a uma igreja importante, nos preocupamos mais com fotos, com coisas segundarias, e não buscamos o essencial que é o encontro com Deus.

Se nos voltarmos hoje para a nossa realidade caseira, que é a igreja de cada um de nós, o que nós buscamos na casa de Deus? Como nos comportamos na casa do Senhor? Qual o valor que damos para a presença do Senhor na casa d’Ele?

Precisamos ter zelo pela casa de Deus; precisamos fazer com que nossas igrejas sejam lugares de oração

“O zelo pela tua casa me devora” (cf. Salmo 68,10). Precisamos ter zelo pela casa de Deus! Precisamos fazer com que nossas igrejas sejam lugares de oração. A alegria de encontrar o irmão é muito importante, mas nenhum excesso justifica tirarmos a paz do outro que quer rezar, tirar o silêncio sacro e importante dos lugares sagrados ou, simplesmente, entrarmos numa igreja como se estivéssemos entrando num comércio, no mercado, numa loja ou numa sala de reunião qualquer.

Muitas vezes, se não somos expulsos como Jesus expulsou no Evangelho de hoje, não estamos presentes como precisaríamos estar na casa de Deus, porque, não estamos lá de todo o coração. Façamos comunhão com o santo padre, o Papa Francisco que é o bispo de Roma, da Igreja Mãe, que é a Igreja Catedral de Roma. Tenhamos zelo pela nossa igreja, como o lugar da morada de Deus.

Tenhamos zelo pela nossa comunhão de fé; façamos de cada uma de nossas igrejas, oratórios e capelas os lugares do nosso encontro com Deus.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.