02 Aug 2020

Deus nos ensina a multiplicar o pão com o próximo

“Então pegou os cinco pães e os dois peixes, ergueu os olhos para o céu e pronunciou a bênção. Em seguida, partiu os pães e os deu aos discípulos. Os discípulos os distribuíram às multidões” (Mateus 14,19).

O Mestre Jesus encheu-se de compaixão daquelas multidões famintas e sedentas, mas Ele sentiu compaixão porque viu aquelas multidões machucadas, feridas e sedentas do amor de Deus. Ele mesmo disse aos Seus discípulos: “Dai-lhes vós mesmos de comer!”.

Não podemos permitir que aqueles que se aproximam de nós morram pela fome e pela sede, morram por causa das necessidades fundamentais da vida humana. Precisamos ser alimento na vida do outro!

Sabemos que tem alimentos que nos saciam, nos fazem bem. E existem alimentos que, de forma enganosa, comemos e nos fazem mal. Precisamos ser bons alimentos para os nossos irmãos e para tantos que estão famintos e sedentos.

Não podemos ser indiferentes, porque um discípulo de Jesus jamais é indiferente à dor e ao sofrimento que tantas pessoas estão passando. Não podemos simplesmente dizer: “Olha, vai para a frente porque Deus vai te dar de comer”. Somos nós que precisamos dar de comer porque Deus não desce do Céu para dar de comer a ninguém.

A missão fundamental é levar Jesus, o Pão da Vida, aos corações

O que Deus nos dá é a graça de sermos o pão para a vida do mundo. Por isso, Ele está nos ensinando a multiplicar, porque quem é que multiplica? É aquele que soma o que tem, pega o que o outro tem e vai cuidar daqueles que não têm, e quando fazemos essa soma e dividimos o que temos com os outros, tudo se multiplica.

Numa sociedade egoísta como a nossa, onde cada um está preocupado em ter para si e ter cada vez mais, é um escândalo ver comida estragando, sendo jogada fora; ver crianças que pegam o prato de comida, comem duas colheres e, depois, não querem, e o pai nem liga. É um escândalo ver a sociedade do desperdício permitindo que milhões morram e padeçam de fome.

Precisamos cuidar da fome espiritual. E não reduza a missão da Igreja apenas à missão espiritual! A missão fundamental é levar Jesus, o Pão da Vida, aos corações. O mesmo Jesus que, depois vai ser o Pão, o Pão abençoado, o Seu próprio Corpo, é o mesmo Jesus que está pegando o pão agora, abençoando, distribuindo, dividindo e o multiplicando. Ele está nos ensinando que o banquete da Eucaristia não acontece apenas quando comungamos Jesus para nós, mas quando nos tornamos Jesus para os outros, multiplicando aquilo que temos, somos e dividindo com os outros.

Precisamos, em primeiro lugar, ter em nós os sentimentos de Jesus. Quando somos movidos pela compaixão que tinha o coração do Mestre Jesus, sabemos dividir o que é nosso com o nosso irmão, nós nos preocupamos com quem não tem, nos ocupamos com aqueles que nada têm para dividir com eles o pão de cada dia.

Deus abençoe você!   


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.