08 Aug 2020

Depositemos em Deus toda a nossa fé

“Jesus respondeu: ‘Porque a vossa fé é demasiado pequena. Em verdade vos digo, se vós tiverdes fé do tamanho de uma semente de mostarda, direis a esta montanha: ‘Vai daqui para lá’ e ela irá. E nada vos será impossível” (Mateus 17,20).

É duro ver o pai desesperado, triste e agoniado por aquilo que o filho está vivendo – uma epilepsia, com algumas manifestações psíquicas de transtorno – querer ajuda, querer que o filho seja liberto, e os discípulos não puderam fazer nada por Ele, pelo contrário, tiveram até medo.

É o que acontece conosco quando não temos fé, quando temos de lidar com realidades contrárias do que estamos acostumados, quando temos que lidar com o diferente.

Na época de Jesus, não se tinha um diagnóstico avançado e apurado para lidar com a epilepsia, bem como com outras patologias, doenças, enfermidades ou debilidades da própria natureza. Então, aquilo que era estranho, causava medo, pavor, susto ou achavam que aquilo era maldição ou qualquer coisa parecida.

Os tempos evoluíram e a epilepsia, a lepra e tantas outras enfermidades têm tratamentos, mas há outras realidades que são novas; há doenças e enfermidades que o corpo científico se debruça para saber como lidar e não tem uma resposta imediata. O que não se pode é se assustar, não se pode deixar de cuidar, de lidar e acolher qualquer ser humano por suas debilidades, sejam elas psicológicas, psíquicas e físicas.

A nossa fé nos leva a acolher, a cuidar e dar atenção, porque nem isso os discípulos puderam fazer com essa situação. Por isso, o pai estava tão desesperado.

Fé não é só crer em Deus, é colocar n’Ele toda a nossa confiança

Precisamos, pela fé, acalmar os corações, acalmar o nosso próprio coração. Precisamos iluminar a razão de tantos que vivem desesperados nas realidades da vida.

Jesus disse aos Seus discípulos que eles não tiveram fé ou que era uma fé demasiadamente pequena. Não tem régua para medir o tamanho de uma fé, o que existe é a intensidade da fé, da confiança e da esperança.   

Como se mede a fé? É quando lidamos com as realidades que contrariam a nossa fé. É muito bonito ter fé quando estamos alegres e felizes, mas e quando as adversidades e os ventos contrários vêm? Se nos desesperamos, é sinal de que a nossa fé é ilusória porque nem pequena ela é, ela é menor do que um grão de mostarda, ou seja, quase que inexistente.

Fé não é só crer em Deus, é colocar n’Ele toda a nossa confiança. Aconteça o que acontecer, venha o que vier, eu sei em quem coloquei a minha fé e a minha confiança.

Deus abençoe você!   


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.