27 Nov 2023

Coloque a sua vida nas mãos do Senhor

“Jesus ergueu os olhos e viu pessoas ricas depositando ofertas no tesouro do Templo. Viu também uma pobre viúva que depositou duas pequenas moedas. Diante disso, ele disse: ‘Em verdade vos digo que essa pobre viúva ofertou mais do que todos. Pois todos eles depositaram, como oferta feita a Deus, aquilo que lhes sobrava. Mas a viúva, na sua pobreza, ofertou tudo quanto tinha para viver’.” (Lucas 21,1-4)

Hoje, dia 27 de novembro, celebramos também, com a Igreja, a memória de Nossa Senhora das Graças, Ela quem ofertou a sua vida inteira. Essa viúva [do Evangelho] nos remete à imagem da Virgem Maria, que ofertou a sua vida inteira, que deu-se completamente para Deus, ofertou-se completamente para a vontade de Deus. E, por isso, hoje, Ela é portadora de todas as graças porque trouxe em si a graça que é Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Olhando para o Evangelho, vemos uma realidade, alguns gestos se parecem idênticos exteriormente, mas quando vamos buscar a história por detrás de tal gesto, a intenção, o cerne, vemos que são radicalmente diferentes. Porque, olhando de fora, era uma oferta, não se sabia quanto, mas, quando foi se ver justamente a intenção do coração, a coisa mudou.

Foi o que Jesus fez quando viu que alguns depositavam quantias no tesouro do templo, as ofertas que eram destinadas ao templo. Porque Jesus tem a capacidade de ver a nossa intenção, quando fazemos um determinado gesto; se esse gesto é despretensioso ou se nós fazemos só para aparecer para os outros.

Peçamos à Virgem Maria a sua intercessão, Ela que se ofertou inteiramente a Deus, que confiou a sua vida nas mãos d’Ele

Essa é a análise interior de Jesus, que nos faz tomar consciência a respeito da nossa autenticidade, se realmente sou autêntico ou faço determinada coisa só para ser visto.

Vamos deixar hoje que Jesus também olhe para dentro de nós, vamos deixar que Ele também veja o nosso interior e nos purifique, porque é a paz que nós precisamos ter entre interior e exterior. Somos chamados a viver, no Evangelho de hoje, justamente essa paz entre o que nós fazemos e o por que fazemos, qual é o sentido das nossas ações.

Jesus percebeu, ali, no templo que alguém ofertou do seu supérfluo e alguém ofertou do seu essencial. A alguém custou apenas vencer o egoísmo do supérfluo — que já é alguma coisa, mas ainda estava distante —, mas a alguém custou vencer o medo de ficar sem nada e confiar que Deus cuida de tudo. São coisas bem distintas.

Aquela viúva sabia o quanto Deus era importante em sua vida, por isso, ela arriscou se lançar inteiramente nos braços d’Ele, ofertando tudo o que ela tinha para viver.

Não se preocupe com a quantidade, mas com a qualidade daquilo que você põe em jogo quando se trata das coisas sagradas. O mais importante é o nosso coração!

Peçamos à Virgem Maria a sua intercessão, Ela que se ofertou inteiramente a Deus, que confiou a sua vida nas mãos d’Ele, que Ela nos ajude a também nos abandonarmos nas mãos do Senhor.

Sobre todos vós desça a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.