14 May 2020

O nosso apostolado consiste em permanecermos em Jesus

“Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor” (João 15,9).

Temos a graça de celebrar o apóstolo São Matias. Sabemos que ele é o intercessor de Judas, no grupo dos apóstolos, da escola apostólica. Matias foi chamado e escolhido para fazer parte do grupo mais próximo e íntimo do Senhor, para realizar o apostolado.

O apostolado não é aquele que primeiro vai, mas é aquele que primeiro vem para o Senhor. Assim como Jesus quis Matias para ser Seu apóstolo, como Judas foi e não correspondeu à graça, precisamos também ser apóstolos de Jesus, mas antes de ir para o mundo, precisamos vir para Jesus, permanecer n’Ele e aprender a ser Seu apóstolo.

Como vamos permanecer em Jesus e sermos apóstolos d’Ele? Colocaremos em prática, porque aquilo que Ele ordenou a Matias está também nos ordenando, está ordenando a todos os Seus apóstolos e seguidores.

A primeira coisa é guardar os Seus mandamentos. Não podemos ser apóstolos do Senhor, se não guardarmos a Sua Palavra, porque é a Palavra d’Ele que iremos ensinar, mas vamos primeiro vivê-la.

O apóstolo de Jesus vive e guarda os mandamentos d’Ele, porque é assim que o Pai, Jesus, a Trindade permanece em nós. O primeiro e essencial mandamento é amar a Deus, mas o ordenamento na vida é esse: “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei”. 

Precisamos também ser apóstolos de Jesus, mas antes de ir para o mundo, precisamos permanecer n’Ele

Não dá para sermos apóstolos de Jesus se não nos amarmos. Podemos ser conhecedores da Lei de Deus, podemos ser bons pregadores, podemos instruir a tantos, mas não é isso que nos faz permanecer em Jesus, é quando amamos uns aos outros. E não há outro mandamento ou outra exigência tão importante do que essa: amarmos uns aos outros.

“Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos”. Jesus deu a vida pelos Seus amigos e nós, que O seguimos e somos Seus apóstolos, também precisamos aprender a dar a nossa vida uns pelos outros.

“Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça.” O nosso apostolado precisa ser um apostolado frutífero.

Olhamos para uma árvore: se plantamos uma árvore em nossa casa, esperamos que ela dê frutos. Quando era menino, plantei uma bananeira na minha casa. Que beleza quando vi darem as primeiras bananas! Lembro-me como se fosse hoje, até chorei de emoção. Depois de regar e cuidar daquela bananeira, vê-la dar frutos.

Não podemos esperar outra coisa da nossa vida em Deus a não ser que produzamos frutos. É o fruto do amor, da alegria, da paz, é o fruto de levar a Palavra de Deus aos corações, mas só produziremos frutos verdadeiros se permanecermos em Jesus.

Por isso, o nosso apostolado consiste, acima de tudo, em permanecer no coração de Jesus.

Deus abençoe você!   


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.