11 May 2020

O lugar da morada de Deus é em nós

“Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e o meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada” (João 14,23).

Deus quis e quer fazer morada em nós. Ficamos olhando onde está Deus e saímos para ir onde Ele se encontra. Às vezes, as pessoas fazem viagens longas, vão aos santuários, à Terra Santa. E é bom, é necessário peregrinar para tocar em lugares essenciais da vivência da fé, em manifestações amorosas de Deus durante a história da humanidade, inclusive, na Sua própria encarnação no meio de nós.

É preciso, acima de tudo, tomar consciência de que o lugar da morada de Deus é em nós. Os templos construídos pelas mãos dos homens são importantes, como o lugar do culto, da adoração, lugar de comunhão com Deus e os irmãos. Mas o lugar primordial da morada de Deus é em nós.

Tornamo-nos templos do Deus vivo, o Espírito de Deus mora em nós, o Defensor, o Espírito que o Pai enviou mora em nós. Mais do que isso, Jesus está afirmando que para todo aquele que O ama e guarda a Sua Palavra, o Pai vem. O Espírito já abriu as portas, já está em nós, agora vem o Pai, o Filho e o Espírito fazer morada em nós. É a realidade mais sublime: somos moradas da Santíssima Trindade, ela habita em nós.

Tornemo-nos moradas dignas e verdadeiras da Trindade. Amemos Jesus, mas não O amemos somente com palavras e frases de efeito – “Eu amo Jesus”. Quem O ama guarda a Sua Palavra; quem ama Jesus não precisa ficar repetindo ladainhas o dia inteiro.

É preciso, acima de tudo, tomar consciência de que o lugar da morada de Deus é em nós

Quem ama Jesus se volta e se recolhe para Ele. Não podemos dizer que amamos Jesus, se amamos mais a nós mesmos, as nossas coisas, inquietações, preocupações e não temos nem tempo para Ele. Não podemos dizer que amamos Jesus se não nos voltamos para meditar a Sua Palavra nem a guardamos.

A regra é essa: contemplar a Palavra, escutá-la e guardá-la no coração para praticá-la na vida, porque nenhuma coisa nem outra pode ser deixada de lado; precisamos nos reservar para meditar, diariamente, a Palavra, sem abrir mão, sem exceção. Depois que nos dedicamos à Palavra, precisamos deixar que ela haja em nós, que ela, realmente, retire de nós o que não é de Deus, para que permaneçamos somente na Sua Palavra.

A Palavra do Senhor permanece em nós, porque, quando decidimos permanecer na Palavra, é Deus quem vem fazer morada em nós. “Eu e meu Pai o amaremos, e nós viremos e faremos nele a nossa morada”. É uma das realidades mais sublimes que conheço. “Quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele”.      

Deus se manifesta na nossa vida quando O amamos, guardamos e vivenciamos a Sua Palavra.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.