11 nov 2014

Sem piedade perdemos a direção da vida em Deus

Quando, pela força do Espírito, deixamos a piedade agir em nós, fazemos com mais gosto as coisas para Deus. Que Ele nos dê um coração piedoso, reverente ao Seu amor e a Sua bondade! 

Ela nos ensina a abandonar a impiedade e as paixões mundanas e a viver neste mundo com equilíbrio, justiça e piedade” (Tt 2,12).

A graça de Deus, derramada em nossos corações pela manifestação gloriosa de Nosso Senhor Jesus Cristo, produz muitos frutos em nossa vida. A primeira coisa que, de fato, a graça divina produz em nós é a piedade, e nós precisamos entendê-la bem para bem vivê-la, porque, talvez, seja essa a virtude que mais falte ao mundo de hoje.

Nós escutamos muito essa expressão: “Senhor, tende piedade de nós!”, mas a piedade, acima de tudo, é o gosto e o sabor pelas coisas de Deus. O piedoso é reverente a Deus, é temente a Ele e tem, realmente, um gosto em fazer as coisas do Pai. Sabe saborear aquilo que é d’Ele sem nenhum fanatismo, sem nenhum elemento excêntrico, mas com retidão e devoção, que são próprias de uma alma enamorada do Senhor.

A Palavra, hoje, nos chama à atenção para abandonarmos a impiedade. É impressionante como muitas pessoas vivem como se o Senhor não existisse. Elas sabem sobre Ele, já foram à igreja, estudaram o catecismo, alguns até acham vantajoso dizer: “Eu já estudei num colégio de freira!”, “Eu já fui da igreja há muito tempo!”, mas hoje vivem como se Deus não existisse. Não que estejam contra o Senhor, mas perderam aquele “elo” que ligava o seu coração, a sua alma e os seus sentimentos ao Pai. Perderam a compaixão. E quando a perdemos, não sentimos vontade de rezar, e a Missa para nós se torna a coisa mais enfadonha do mundo. Como é triste e pesado para uma pessoa que não tem o mínimo de piedade participar das coisas de Deus!

Nós precisamos suplicar a misericórdia para o coração dos nossos filhos, dos nossos jovens, dos homens e das mulheres que perderam a direção de sua vida. Sem a piedade nós não somos atraídos pelas coisas de Deus, sem ela perdemos a direção da vida; e sabemos que aí vêm as paixões mundanas, vem o mundo agir em nossa vida com os seus desequilíbrios.

Quando, pela força do Espírito Santo, deixamos Deus agir em nós, fazemos com mais gosto as coisas para Ele. Por mais difíceis, temerárias e dolorosas que sejam as situações, o amor que nos une ao Senhor, os sentimentos que nos colocam perto d’Ele e a nossa fé nos direcionam, orientam e iluminam.

Que o Senhor nos dê um coração piedoso, reverente ao Seu amor e a Sua bondade!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários

Outubro

49%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários