26 jul 2015

Que saibamos dividir o que temos com os necessitados

Que saibamos dividir o que temos com os necessitados. Que ninguém pereça por falta do pão de cada dia, nem pereça por ter comido demais e por não ter repartido seu alimento com quem nada tem.

“Jesus tomou os pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, tanto quanto queriam” (João 6, 11).

 

A Palavra de Deus hoje nos mostra o quão sagrado é o alimento que temos. O pão é o símbolo maior de todo e qualquer alimento que vem da natureza. Deus criou o mundo com alimentos mais do que suficientes para alimentar toda a face da Terra, por isso o pão, o trigo, o milho, o arroz, o feijão e todos os outros alimentos que a “mãe terra” produz não são para nós somente. Eles devem ser distribuídos, divididos e multiplicados para que nenhum filho de Deus pereça nem morra de fome.

O maior drama e o maior pecado que cometemos contra a providência de Deus é permitir que, ao nosso lado, alguém passe fome! A primeira coisa a ser refletida: o alimento é sagrado e por isso deve ser tratado como tal; respeitado e cuidado para que não seja o “meu alimento”, o “meu pão”, mas para que o pão seja o “pão nosso”, como rezamos a cada dia.

Toda vez que pegamos um alimento em nossas mãos não podemos simplesmente jogá-lo na boca, devemos oferecê-lo a Deus e dar ação de graças. Na sua casa, vocês param para rezar quando vão se alimentar? Existe oração e reconhecimento? Existe a ação de graças a Deus por causa do alimento de cada dia?

Quanto mais entregamos a Deus o que comemos, aquilo do qual nos alimentamos, tanto mais abençoado ele se torna. O pão, além de ser algo abençoado e do agradecimento a Deus, devemos dividi-lo com os outros. Nunca tenhamos o pão somente para nós mesmos e também não nos preocupemos somente em encher a despensa da nossa casa sem procurar dividir o que temos com os outros.

O pão que é dividido se multiplica e ele nunca nos falta quando sabemos dividir o que temos com os outros! Depois que dividimos, multiplicamos e repartimos o que temos, é preciso recolher o que sobra. Nós não podemos desperdiçar comida, esse é um pecado grave! Algumas vezes, a criança quer comer e a mãe a deixa encher o prato de comida e ela come só um tantinho, o resto joga fora, desperdiça. Que pecado, que negligência com a mãe natureza e que injustiça com aqueles que não têm o que comer!

É preciso não só a reeducação alimentar para que aprendamos o que comer e o que não comer, como também a reeducação para aprender o sentido sagrado dos alimentos que temos em nossa casa.

Que ninguém pereça por falta do pão de cada dia! Nem pereça porque comeu demais e não repartiu seu alimento com quem não tem.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Setembro

50%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários