09 ago 2016

Que nosso coração seja puro como o de uma criança

É preciso tornar-se puro como uma criança na prática e na vivência do bem

“Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus” (Mateus 18,3).

 

Queremos entrar no Reino dos Céus e somos chamados a entrá-lo. Ele está entre nós. Por que não entramos nele ainda? Porque para entrar é preciso converter-se. E de que modo vamos nos converter? Tornando-nos crianças!

Não pense que se tornar criança é tornar-se ingênuo como é uma delas. A criança é um ser puro, e quanto mais criança for, mais pequenino for, mais puro será. É uma beleza pegar uma criança no colo! É uma pureza! E não há maldade nenhuma nela! Quanto mais essa criança cresce, mais vai se tomando uma pessoa deste mundo.

A maldade não está só no mundo, o problema é a maldade que vem para dentro de nós.

Precisamos nos purificar e nos lavar, precisamos recuperar a nossa inocência primeira, totalmente diferente da ingenuidade. Uma criança pequena é incapaz de fazer mal ao outro; e ela só faz o mal quando toma consciência do que é ser má, quando é incentivada ou a maldade lhe é mostrada.

Nós adultos temos muitas maldades dentro de nós. Desejamos, fazemos, planejamos e vivemos em meio a tantas maldades, e nos acostumamos com isso. No Reino de Deus, não há lugar para a maldade, para falar mal dos outros e planejar o mal para eles. Por isso é preciso tornar-se puro como uma criança na prática e na vivência do bem!

Criança é dócil, apega-se, está no colo do pai ou da mãe. Precisamos estar no colo de Deus! É no colo que se cuida, que se transmite amor e vida.

A coisa mais linda da vida é quando a mãe dá de amamentar a sua criança, quando ela tira de si para dar ao filho. Como precisamos nos amamentar da Palavra de Deus e da Sua graça! Precisamos nos nutrir daquilo que vem do Seu coração.

Quando crescemos, tornamo-nos autossuficientes, donos da razão e das coisas. Até cremos em Deus e queremos muito bem a Ele, porque sem Ele nossa vida nem sentido teria. Mas não é só crer em Deus, não é só saber que Ele nos ama, é preciso entrar em Sua dinâmica.

A criança é aquela que se coloca no colo de Deus! E Ele quer nos pegar pelo colo, quer nos pegar pela mão como um Pai pega a mão de uma criança e a conduz para lá e para cá. Como um Pai que vê que aquele caminho vai ser mau para o Seu filho, então, não o deixa ir, mas o pega pela mão e segura.

Quando a criança vai crescendo, ela foge do pai; porém, quanto mais criança for, mais ela foge para estar no colo e na proteção do pai.

Precisamos correr para o colo de Deus, precisamos nos refugiar em Seu colo, pois lá é lugar de cura, libertação e restauração!

Deus nos quer em Seu Reino. Deixemos que nossa cabeça e nosso coração se tornem puros e dóceis como o de uma criança, para que Ele cuide de nós!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Setembro

50%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários