17 fev 2016

Permitamos que a Palavra de Deus nos leve à conversão

A exemplo de Jonas, que a Palavra de Deus nos leve à conversão

“Os ninivitas acreditaram em Deus; aceitaram fazer jejum, e vestiram sacos, desde o superior ao inferior” (Jn 3, 5).

Jonas foi ouvido de Deus, porque ouviu a Palavra dirigida ao seu coração. Mas Jonas foi também boca do Senhor, porque foi anunciar o que Este havia lhe mandado anunciar. O profeta é assim, é aquele que tem o ouvido e a boca colados no coração de Deus para ouvir aquilo que Ele tem a falar, mas também para dizer aquilo que Deus quer que se fale. Jonas foi esse mensageiro, para que a grande cidade de Nínive não fosse destruída.

Não é que Deus fosse destruir, mas os pecados daquela cidade a estavam destruindo, estavam levando-na ao buraco. Sabe, meus irmãos, muitas cidades, Estados, países inteiros, o mundo em que vivemos, nossa casa e família estão se destruindo a cada dia, porque estamos deixando o pecado entrar e ruir com vidas e famílias, com o amor e a convivência humana.

São tantas coisas belas, boas e verdadeiras, mas que, diante da euforia da vida, parece que está tudo bem; e aí vamos deixando, permitindo que as coisas perniciosas e maldosas entrem. Quando vamos ver, não tem mais de pé.

Lembro-me quando era menino e via tantas lojas bonitas, boas e bem frequentadas! Depois de um tempo, eu via aquelas lojas fechando, falindo… Algumas estão lá, mas só o prédio, porque foram totalmente para o buraco. Era um tempo de auge, era festa, era tudo de bom! Depois, começaram a não se cuidar. Isso ou aquilo, que nós nem sabemos, destruiu aquele comércio, aquela casa.

Eu vi famílias tão boas, bonitas e belas, que festejavam, faziam belas festas, comemoravam todos os aniversários; de repente, aquela família ruiu. Sim, acontece no meio de nós, acontece entre nós. Existem cidades que parecem tão vistosas e que se não se cuidam, elas se autodestroem! Deus não quer que nada se perca, nada se destrua, mas o pecado tem o poder de destruir, de acabar com coisas belas, inclusive com as coisas de Deus, grupos e igrejas que eram d’Ele. Quantas famílias, que eram do Senhor, mas depois se perderam!

Qual é o caminho, qual é a salvação? O que podemos fazer para não perdermos nossas casas, famílias e ? O que fazer para não perdermos as cidades, nosso povo, nossa vida e vocação? É preciso revestir-se da penitência, fazer o que Jonas pediu aos ninivitas que fizessem. Eles se vestiram de saco, fizeram jejum, arrependeram-se dos seus pecados, renunciaram a eles e a vida floresceu novamente na cidade de Nínive.

Eu tenho a certeza de que muitas famílias vão florescer, muitas coisas, que estão caminhando para o buraco, vão tomar novo vigor; vamos tomar o caminho da penitência e nos arrependermos de nossos pecados. O Evangelho de hoje está nos dizendo que as pessoas estão pedindo a Jesus um sinal: “Jesus, dê-me um sinal para eu mudar de vida! Jesus, dê-me um sinal para eu sair da situação em que estou!”.

Desculpe-me, mas nenhum sinal será dado a nós do que o sinal de Jonas. E o primeiro deles é justamente este: a conversão, e esta passa pela penitência e pelo arrependimento. Outro sinal de Jonas é que Ele entrou na baleia e ali ficou por três dias; depois, foi expelido, jogado para fora. É o Filho do homem que é colocado na terra, morto por nossos pecados, mas vem para nos dar a vida.

Olhemos para Jonas e permitamos que, a exemplo dele, a Palavra nos leve à conversão e à mudança de vida.

Deus abençoe você!

Veja a reflexão da Quaresma para o dia de hoje:

 

repensando-a-vida

Adquira em nossa Loja Virtual o livro do Padre Roger


Comentários