17 nov 2013

Permaneça firme!

O mais importante é permanecermos firmes, não perdermos a convicção e a firmeza de quem nós seguimos.

“É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!” (Lc 21,19). 

Meus queridos irmãos e irmãs, a Palavra de Deus nos chama à atenção para termos o cuidado de não sermos enganados, porque o nosso coração vive uma sede de Deus, uma vontade de encontrar-se com Ele, de que Ele venha em nosso auxílio naquilo que nós precisamos. 

Às vezes, há tantas pessoas revestidas de Deus, da Sua Palavra, mas de forma errônea, condenatória e sem nenhuma autoridade vinda do próprio Senhor. Falam em nome d’Ele, prometem isso e aquilo. Quantas enganações em nome de Deus! 

Não cabe a nós julgar, basta ver quantas confusões existem em nome do Senhor; quantas ofensas, quantas promessas falsas, quantos falsos testemunhos. Nós, muitas vezes, nos deixamos confundir, porque o que queremos de Deus parece que se resume às coisas aqui na Terra, essa busca desenfreada de cura nos deixa longe do essencial, do amor de Deus, da palavra d’Ele, longe da vontade daquilo que Ele realmente tem para nós. 

Não sigamos essa gente, não nos apavoremos com quem nos prega um Evangelho de medo, de pânico; não nos apavoremos quando alguém nos condena. Ninguém tem o poder de julgar, ninguém tem o poder de nos condenar, a não ser Jesus, o único e justo juiz. O mais importante é permanecermos firmes na nossa fé, é termos confiança e convicção naquele que é o nosso Senhor. 

Nós, muitas vezes, passamos por tribulações difíceis por causa do nome de Jesus, por causa do Seu segmento. Nós, muitas vezes, seremos incompreendidos, tidos como loucos, insensatos, seremos julgados até pelos nossos. O mais importante é permanecermos firmes, não perdermos a convicção e a firmeza de quem nós seguimos. 

Isso não significa viver uma fé de uma forma louca, insensata, sem juízo. Para seguir Deus é preciso ter sabedoria, sensatez, equilíbrio; para segui-Lo nós não precisamos ser fanáticos, mas ter convicção, paixão. Precisamos, no equilíbrio, buscar a profundidade d’Ele em nossa vida. Ter uma fé profunda não significa vivê-la de forma desequilibrada. Ao mesmo tempo, não basta dizer que temos fé se não tivermos seriedade no compromisso com Deus. 

Quando vivemos nossa fé com seriedade, com equilíbrio, levando o Senhor a sério, nós não precisamos nos incomodar com falsos pastores, falsas promessas, falsas ilusões, nós não precisamos nos incomodar com aqueles que nos ameaçam usando a Palavra de Deus. 

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários

Setembro

47%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários