23 dez 2016

Oremos por nossas crianças

Oremos por nossas crianças, para que elas cresçam na bênção e na proteção do Senhor

“Eis que envio o meu anjo, e ele há de preparar o caminho para mim” (Malaquias 3,1).

Estamos a dois dias de celebrarmos o Natal de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A liturgia, no dia de hoje, aponta-nos o nascimento de João Batista, aquele que será o precursor de Jesus. É João Batista quem vai preparar os caminhos do Senhor. Por isso, a narrativa bíblica faz questão de nos mostrar o nascimento dele.

Estamos acompanhando esse menino, desde o momento em que ele foi anunciado pelo arcanjo Gabriel ao seu pai Zacarias, porque ele tem uma importância fundamental nos caminhos de Deus. Ele será um instrumento da graça de Deus, para que o próprio amor do Senhor chegue aos corações.

Quando queremos ser usados por Deus e queremos que os nossos também sejam instrumentos nas mãos d’Ele, é importante que toda a vida já esteja envolvida nesse processo. Não passamos a ser instrumento de Deus somente quando vivemos a conversão na vida. Esse momento é importante, mas precisa abraçar até a nossa vida passada.

Se pudermos, entreguemos, consagremos nossas crianças desde que estão sendo concebidas, para que sejam realmente de Deus. Não fiquemos pensando que consagrar e entregar a Deus quer dizer que o filho terá de ser freira ou padre. Que cada um de nós, onde quer que estejamos, com o que estejamos fazendo nessa vida, sejamos instrumentos nas mãos do Senhor. É uma graça fundamental que todos nós precisamos ter na nossa vida!

A mão do Senhor estava com João desde o momento de sua concepção. Quando esse menino nasceu, quando cresceu, a mão do Senhor o conduzia. A mão do Senhor quer também estar sobre nós, sobre nossos filhos, sobre nossas crianças! Por isso, é fundamental, desde o momento da concepção, que rezemos por elas. Estou falando diretamente para quem é pai e mãe, para que coloquem sua mão abençoada sobre seu ventre, ore pela sua criança, peça a bênção, peça a graça, a cura e a libertação.

Pessoalmente, oro demais pelas mães grávidas, por aquelas que querem engravidar, oro para que cada dia da gravidez seja vivido realmente com a intensidade de amor, de oração e entrega. Depois que a criança nasce, como é importante orar por ela a cada dia! Como é importante que o pai e a mãe deem a bênção a essa criança! Isso é um gesto sacramental e não pode ser feito de qualquer jeito.

Primeiro, existem pais que não ensinam os filhos nem a pedirem a bênção; às vezes, quando elas pedem, os pais não abençoam no sentido literal da palavra, ou seja, com amor, ternura e devoção.

Oremos por nossas crianças! Você, que é pai e mãe, têm uma graça única. A oração do padre é boa e maravilhosa, mas a oração da graça procede da mão do papai e da mamãe. Oremos por nossas crianças, para que elas cresçam na bênção e na proteção do Senhor!

Deus abençoe você!

Comentários