06 abr 2015

O amor do Ressuscitado aplaca todo medo da nossa alma

O amor do Ressuscitado aplaca todo medo da nossa alma. Quando somos envolvidos pela certeza plena de que Deus venceu a morte, o medo já não tem mais poder sobre nós!

Não tenhais medo. Ide anunciar a meus irmãos que se dirijam para a Galileia. Lá eles me verão” (Mateus 28, 10).

Hoje, na segunda-feira da Oitava da Páscoa, é Páscoa em todo o mundo, é Páscoa para o nosso coração e nossa vida. Contemplamos o Cristo vivo, o Cristo Ressuscitado, que se manifesta às primeiras testemunhas: a Seus discípulos, a Madalena e àqueles que têm o primeiro encontro com Ele, primeiro com o túmulo vazio, depois com Ele vivo, em carne, osso, Espírito e em toda a Sua divindade.

É a Ele a quem nós adoramos, proclamamos e exaltamos porque Cristo está vivo e Ressuscitado para a glória de Deus. A primeira ordem do Cristo Ressuscitado: “Não tenhais medo!”.

Sabem, meus irmãos, quando a morte é vencida e destruída, porque ela é a coisa mais misteriosa, dolorosa e enigmática para aqueles que não conhecem a graça e o poder de Deus, o homem talvez possa adiá-la e tentar viver um pouco mais, mas a verdade é que da morte ninguém escapará. A morte que, para alguns, pode representar um fim e uma tristeza incansável; para nós, é vitória, é participação e porta de entrada para a glória do Senhor. E o Cristo, que hoje aparece e se manifesta a nós, é o Cristo que venceu o último inimigo, este último inimigo se chama morte.

Uma vez que a morte foi vencida não existe mais nada neste mundo que a graça de Deus não possa vencer! É por isso que Ele nos diz: “Não tenhais medo!”. O medo, quando entra em nós, obscurece o nosso coração, a nossa vontade, nos faz tremer por dentro e nos faz desconfiar de tudo. O medo nos apavora, tira a nossa alegria de viver, suscita tristeza e desconfiança. Ao passo que, quando somos envolvidos pela certeza plena de que Deus venceu a morte, o medo já não tem mais poder sobre nós! Por isso é como se o Senhor nos dissesse: “Sem nenhum medo, ide agora anunciar [o Evangelho] aos meus irmãos!”.

Uma vez que o medo foi vencido e a incredulidade já foi deixada de lado, é preciso ir proclamar, anunciar e dizer a todos que a razão da nossa vida está viva, que a nossa vida tem sentido, tem sabor, tem esperança! Que a nossa vida tem jeito; e o jeito quem dá à nossa vida é Deus! É Ele quem traz, na ressurreição gloriosa do Seu Filho Jesus, o sentido e a razão de que a nossa vida precisa.

Quero, olhando para o Cristo vivo, glorioso e Ressuscitado, desejar que todo medo, que, às vezes, apavora a nossa vida, nossa casa, nossa família e os nossos; o medo que gera inseguranças, incerteza e nos apavora com as doenças, as enfermidades e a morte, desapareça.

Quando o medo é vencido Deus é pleno em nós; quando o medo vai nos vencendo a graça de Deus vai se esvaziando em nós.

Que a graça de Cristo cresça, que o medo diminua até morrer de vez, porque uma vez que estamos em Deus nada mais vai nos apavorar. Por isso esperamos o nosso encontro definitivo com Ele, quando não haverá mais morte, não haverá mais dor, não haverá mais tristeza porque Ele mesmo vai enxugar todas as nossas lágrimas.

Enquanto caminhamos como peregrinos rumo à pátria definitiva e celeste, deixemo-nos ser envolvidos pelo amor do Ressuscitado, que cura e aplaca todo medo da nossa alma!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários