21 set 2016

Levemos o cuidado de Jesus ao próximo

Assim como o Senhor está cuidando de cada um de nós, também temos de levar o cuidado, a salvação que Jesus nos trouxe também para os outros

“Aqueles que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes” (Mateus 9,12).

Amados irmãos e irmãs, hoje, celebramos o apóstolo São Mateus, que estava na coletoria de impostos quando foi chamado pelo Mestre Jesus para segui-Lo. Mateus deixou tudo para seguir o Senhor.

Alguns começaram a questionar: “Jesus, será que não conhece esse homem? Afinal de contas, é um cobrador público, um cobrador de impostos. Ele comete tantas desonestidades! Como pode ir atrás de Jesus?

Cristo conhece o pensamento do nosso coração. Às vezes, não precisamos falar, mas está estampado em nossa mente, em nosso semblante aquilo que estamos pensando. O Mestre, que escuta nossos corações e vai até o nosso interior, está dizendo ao nosso coração: “Não são os sadios, não são os que tem boa saúde que precisam de médicos, mas os que estão enfermos, estes são necessitados de cuidados e atenção de um médico”. Do mesmo jeito quem precisa de Jesus, quem tem necessidades são os pecadores. Foi pelos pecadores que Jesus veio em primeiro lugar!

Eu sei que vivemos num mundo onde procuramos pessoas boas, honestas, santas, e é bom que nós procuremos ser bons, honestos e santos. Porque, na verdade, foi para isso que Deus nos chamou, mas não podemos nos esquecer da nossa condição de pecadores, pois só quando reconhecemos que somos pecadores que nos mantemos na humildade de coração. Assim, Deus nos ajuda, vem em nosso socorro, em nosso auxílio; Ele nos purifica de nossos pecados, salva-nos, liberta-nos daquilo que o pecado causa em nosso coração.

Eu sou o primeiro pecador, todos nós somos pecadores, por isso não podemos atirar pedras em ninguém. O que temos de atirar nas pessoas é Jesus Salvador, colocá-las no colo d’Ele, em Seus braços.

Assim como o Senhor está cuidando de cada um de nós, também temos de levar o cuidado, a salvação que Jesus nos trouxe também para os outros. Do outro lado, a Igreja deve estar ao lado dos pecadores, de todos aqueles que, talvez, possam parecer que não tem mais jeito. Não podemos fazer distinção de pessoas; e se precisamos fazer uma opção, essa é sempre pelos mais necessitados, sobretudo os mais necessitados do amor, da ternura e do cuidado de Deus.

Precisamos nos aproximar dos homens e das mulheres de nosso tempo, não para os condenar nem para atirar pedras em ninguém, mas para mostrarmos aos homens que há salvação, e que ela está em Cristo Jesus.

Jesus que está, hoje, acolhendo o Mateus, pecador como qualquer um de nós, é Ele também quem nos acolhe e a cada pecador para cuidar do nosso coração.

Permitamos que Jesus, o Senhor da Vida, cuide das nossas enfermidades, sobretudo, do mal que o pecado causa em nossa vida e em nosso coração!

Deus abençoe você!

Comentários