13 set 2016

Levemos consolo para a dor do próximo

Precisamos ter um coração como o de Jesus, que se compadece, ama e alivia a dor do próximo

“Ao vê-la, o Senhor sentiu compaixão para com ela e lhe disse: ‘Não chores!’” (Lucas 7, 13).

A situação dessa mulher do Evangelho de hoje é muito triste! Primeiro, porque ela é viúva, tem um único filho e este está morto. Imagine a tristeza do coração dela! Imagine como ela está arrasada, humilhada e sofrida por tantas circunstâncias que está vivendo.

Jesus, o Senhor da vida, move-se de compaixão por essa mulher, aproxima-se dela, do seu sofrimento, da sua dor, humilhação e lágrimas para lhe dizer: “Mulher, não chores!”.

Sabe, meus irmãos, é admirável a sensibilidade humana de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo! Ele não olha para ninguém com desdém nem despreza o sofrimento das pessoas. Ao contrário, Ele se move de paixão, move-se com todo o sentimento de Sua alma e de Seu coração pelo sofrimento humano.

Quantos sofrimentos já passamos nesta vida! Quantos situações dolorosas nós passamos em tantas circunstâncias que vivemos! Pensamos ou ainda concluímos que Deus se esqueceu e está longe de nós, que não se compadece de nós.

Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo está do lado de quem sofre, de quem chora e é humilhado, de quem realmente solta as lágrimas na vida. É Ele quem vem em nosso socorro, em nosso auxílio, porque Ele é o bálsamo para a nossa alegria e para os nossos sofrimentos.

Por maior que seja o sofrimento que você tenha vivido ou que esteja vivendo, ou se em alguma circunstância da vida o sofrimento bateu à porta do seu coração, você não está sozinho! Você não está sozinho, meu filho! O Senhor está com você! Ele está ao seu lado, move-se de compaixão para com aquilo que você sofre.

Outra coisa é importante: não podemos perder a sensibilidade pelo sofrimento do outro, pela dor do outro. Não podemos deixar de ter compaixão por aquilo que os outros estão sofrendo. Precisamos assumir, em nosso coração, os sentimos de Cristo Jesus.

O mais importante, aqui no Evangelho, não é a cura nem o jovem que é levantado, mas é Jesus acolhendo essa mãe, compadecendo-se da dor e do sofrimento dessa alma, desse coração.

Há muitas pessoas sofrendo ao nosso lado, muitos vivendo amarguras profundas em seu coração. Você não é a pessoa mais sofrida da face da Terra! Lembre-se de que, se você tem essa ou aquela dor, existem tantas pessoas ao seu lado, na sua frente ou atrás de você com o sofrimento dez vezes ou cem vezes mais dolorosos que o seu, e essas pessoas, muitas vezes, estão consolando outros que estão sofrendo.

Precisamos consolar uns aos outros, ajudar no sofrimento, na dor, ter compaixão uns dos outros! Não podemos viver, simplesmente, a religião que se importa somente com si mesmo, com seus problemas.

A religião liga-nos ao Deus que tem compaixão, que vai, com todo o coração, no sofrimento do outro.

Precisamos ter um coração como o de Jesus, que se compadece e ama o sofredor, que ajuda a cuidar, aliviar, a tirar da morte aqueles que estão, muitas vezes, mortos devido ao tamanha da dor e do sofrimento.

Deus é nosso consolo e precisamos ser consolo uns para com os outros!

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários