24 out 2016

Jesus expulsa os espíritos malignos de nossa vida

Permitamos que o Senhor expulse da nossa vida todos os espíritos malignos, todos os tormentos da alma, todas as situações de opressão que passamos 

“Jesus pôs as mãos sobre ela, e imediatamente a mulher se endireitou e começou a louvar a Deus” (Lucas 13,13).

A situação dessa mulher que se aproxima de Jesus, chama atenção devido ao tamanho do drama que ela teve, pois faz dezoito anos que ela está doente, é encurvada e incapaz de se endireitar, é incapaz de olhar para a frente, de encarar as pessoas; é incapaz de olhar o mundo do jeito em que está.

Quanto mais esse espírito atormenta essa mulher, mais encurvada ela se encontra, e já faz dezoito anos que ela sofre desse drama.

Jesus, cheio de amor, de misericórdia e compaixão se volta para essa mulher, porque não a quer mais atormentada por essa situação.

Essa mulher deve ter passado por tantas situações tristes e preocupantes. Não é pela doença, não é pelo fato de estar encurvada, mas é por aquilo que a deixa assim. São tantas coisas no seu interior, na sua alma, tantos acontecimentos que a deixaram na situação de amargura e tristeza; a deixaram oprimida e deprimida que o próprio espírito foi se acabrunhando, o coração se tornando um tormento, ela foi perdendo o gosto e crescendo o desgosto, de modo que a alma foi a primeira a se inclinar.

Aqui a palavra ‘inclinar’ significa: declinar, cair, encurvar-se e não ser mais capaz de encarar as coisas de frente.

Todos nós enfrentamos tantas coisas, dificuldades e obstáculos na vida, porém há situações que não sabendo enfrentá-las ou a forma como ela chega até nós, abate-nos.

Se vamos acumulando abatimentos, ficamos abatidos e curvados diante das situações da vida. É como eu disse: estar encurvado é estar incapaz de olhar de frente as situações e os dramas da vida.

“Não sou capaz de encarar quem está à minha frente, quem está diante de mim! Tudo me causa medo, perplexidade, pavor, agonia, susto… tudo me causa desgosto!”.

Esse espírito de desânimo e fracasso, é terrível porque vai tirando as nossas forças interiores e tornando-nos cada vez mais fragilizados. Por isso, o tormento que essa mulher começou a viver, primeiro, na sua alma se estendeu para o seu corpo e por todo o seu ser. Ela já não tinha mais paz de alma e coração.

Permita-me dizer ao seu coração: Jesus não nos quer encurvados, não quer que as situações de conflitos, as situações difíceis que enfrentamos durante essa vida nos deixem encurvados, desanimados e tirem a nossa alegria de viver.

Assim como Jesus tirou aquela mulher da situação em que se encontrava, endireitou sua alma, seu coração, seu físico, Ele quer nos endireitar! Jesus nos quer para cima, quer que olhemos de frente, quer que olhemos uns aos outros e não nos prostremos diante dos problemas da vida. Jesus nos quer de pé!

Hoje, Jesus nos coloca de pé, coloca-nos para frente e para cima como colocou a mulher encurvada. Permitamos que o Senhor expulse da nossa vida todos os espíritos malignos, todos os tormentos da alma, todas as situações de opressão que passamos para encararmos de frente a nossa vida.

Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários

Setembro

52%

Confira a revista deste mês
Pai das Misericórdias

Pedido de Oração

Enviar
  • Aplicativo Liturgia Diária

    Com o aplicativo Liturgia Diária – Canção Nova, você confere as leituras bíblicas diárias e uma reflexão do Evangelho em texto e áudio. E mais: você ainda pode agendar um horário para estudar a palavra por meio do aplicativo.


  • Comentários