11 abr 2016

Jesus é o alimento que nos conduz à eternidade

Coloquemos nossos esforços no alimento que permanece para sempre: a vida eterna que o Filho de Deus nos trouxe

“Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna, e que o Filho do homem vos dará. Pois este é quem o Pai marcou com seu selo” (João 6, 27).

Amados irmãos e irmãs, muitas vezes, ficamos entusiasmados com Deus quando Ele abençoa, faz crescer aquilo que já temos, quando a nossa mesa está farta, quando conseguimos um bom emprego, quando conseguimos melhorar no que fazemos. Associamos, muitas vezes, nossa ligação com Deus com o que é material.

Não permita que sua ligação com Deus seja comercial, material e capitalista. Na penúria ou abundância, nosso coração precisa ser de Deus. Com o pouco ou com o muito que temos, nosso coração precisa estar n’Ele!

Não pense que ter muitas graças é ter muitas coisas, porque, às vezes, a pessoa está aumentando suas riquezas, seus bens, suas posses e diz: “Ah, é Deus quem está me abençoando!”. Não é verdade que o aumento de posse, de bens materiais seja sinônimo de aumento de graça, porque, tantas vezes, o aumento das coisas materiais acaba sendo uma verdadeira desgraça para a nossa vida, nos torna pessoas orgulhosas, avarentas e opulentas.

Tantas vezes, crescer na posse dos bens materiais nos afasta da posse da graça do essencial. Deus abençoa quem trabalha com aplicação, com diligência, quem coloca os seus dons e é capaz de melhorar e crescer na vida.

Não pense que aqueles que levam uma vida simples, que se contentam com o pouco que têm são menos abençoados por Deus. Muitas vezes, a pessoa na pior das indigências é toda de Deus. E como é difícil uma pessoa que muito têm lembrar-se de Deus e ser livre para servi-Lo.

Por isso, meus irmãos, não trabalhemos apenas pelo pão dessa vida, pelos elementos e alimentos dessa vida, mas coloquemos os nossos esforços no alimento que permanece para sempre: a vida eterna que o Filho de Deus nos trouxe. Os outros alimentos são perecíveis, servem para essa vida, mas o alimento que nos sustenta para a eternidade é o próprio Jesus quem nos dá!

A bênção não está em possuir muito, mas em se abrir para que a graça de Deus esteja em nós, para que o Pão da Vida seja o nosso alimento e a nossa busca pelo Reino de Deus não seja menor do que nossos esforços pelo bens terrenos.

Vivamos o equilíbrio da vida, sabendo trabalhar para conquistar o pão de cada dia e dando o melhor de nós para alcançar o pão da eternidade!

Deus abençoe você!

repensando-a-vida

Adquira em nossa Loja Virtual o livro do Padre Roger


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários